Você faz compras na Internet?

Online shopping, blue mouse in the shape of a shopping cart
Visto 10.727 veces

Os sistemas de pagamento pela Internet deixaram de ser um recurso utilizado por apenas algumas pessoas para se transformarem numa modalidade de pagamento conhecida e utilizada por todos, independentemente do perfil dos usuários.

Ano de realização da primeira compra:

Fonte: ONTSI. Este gráfico mostra as percentagens. No eixo vertical, vemos o ano de realização da primeira compra.

Ao falarmos de pagamentos pela Internet, deparamo-nos sempre com uma pergunta. É realmente cómodo e seguro efetuar um pagamento?

Se analisarmos a comodidade, podemos salientar que realizar o pagamento de qualquer produto pela Internet implica uma poupança em custos de transporte, tempo, etc. No entanto, podemos adquirir uma grande variedade de produtos e, dependendo das suas qualidades, a sua aquisição pela Internet pode ser mais ou menos interessante.

Fonte: ONTSI. Este gráfico mostra duas percentagens. No eixo horizontal, vemos os produtos / serviços com maior procura por parte dos internautas em 2010. No eixo vertical, vemos a quantidade de compras feitas na Internet, com base nos produtos / serviços anteriormente assinalados.

Em relação à segurança, considerada o ponto mais importante, os usuários recusam realizar uma compra sem a garantia de que esta é segura. O principal receio no momento de realizar um pagamento é saber se o produto selecionado chegará após o pagamento.

 

Principais opções utilizadas

São muitas as modalidades que podemos usar e os pormenores das mesmas são muito diversos, mas o mais importante é a facilidade de utilização por parte dos usuários finais e o custo por transação para as empresas. No gráfico seguinte, podemos ver as principais formas de pagamento utilizadas:

Fonte: ONTSI Este gráfico mostra a forma de pagamento preferida no momento de efetuar compras pela Internet (%).

No que toca a cumprir as normas de segurança, é possível usar diferentes tipos de pagamento, sendo que passaremos a mencionar alguns dos principais.

Offline

O pagamento não é feito durante a realização da compra, mas sim posteriormente ou de forma diferida.

  • Contra reembolso: O pagamento é efetuado quando o produto chega às mãos do comprador.
  • Transferência bancária: É fornecido ao comprador o número da conta bancária na qual se deve fazer o depósito para concluir o pedido.
  • Domiciliação bancária: É fornecido à empresa o número da conta bancária do cliente de modo a realizar a cobrança. Só pode ser usada num contexto B2B ou em serviços de subscrição periódica.

Online

O pagamento é efetuado no momento da realização da compra, mediante uma ligação direta através de um gateway de pagamento ou algo semelhante.

Fonte: Regatron

  • Ponto de Venda Virtual: Pagamento mediante ligação telemática com um gateway de pagamento de uma entidade bancária, no qual são solicitados os dados do cartão de crédito para poder finalizar a compra.
  • PayPal: Receção e envio de dinheiro pela Internet de forma rápida e segura entre comprador e vendedor. Este método de pagamento pertence à empresa norte-americana eBay.

  • Google Checkout: Serviço de pagamentos online providenciado de forma gratuita pelo Google. Os usuários armazenam o seu cartão de crédito ou de débito e a informação de envio na sua conta do Google, o que facilita a compra nas lojas que dispõem deste serviço, apenas com um clique.

Dois em cada três compradores online (64,7%) preferem pagar as suas compras feitas na Internet recorrendo ao cartão de crédito ou de débito.

Esta preferência tem-se mantido ao longo dos últimos anos, pelo que têm surgido diferentes problemas de segurança e, consequentemente, soluções.

Quais são as preocupações dos usuários no momento de realizar uma compra?

  • Roubo de identidade.
  • A legitimidade da loja virtual.
  • Acesso aos seus dados financeiros.
  • Que a informação caia nas mãos de terceiros que não o seu destinatário.

Quais são as preocupações dos vendedores?

  • Falhanço da operação.
  • Fraude com cartões roubados.

Alguns dados de interesse sobre a confiança nas transações:

  • 1 em cada 10 sente pouca confiança nas transações online.
  • 5 em cada 10 mostra-se preocupado com a segurança.
  • 91% reconhece que identificar como uma página como segura cria confiança.
  • 65% só compra em lojas reconhecidas como seguras.
  • 65% abandona o carrinho de compras por desconfiança.

Fonte: Estudo Synovate/GMI (2009)

Evolução dos sistemas de segurança
  • SSL (Secure Sockets Layer)
  • SET (Secure Electronic Transaction)
  • 3D Secure
  • SEPA (Single Euro Payments Area)

SSL: Secure Sockets Layer

A comunicação está codificada entre o servidor de Internet e o navegador do usuário.

Garante a confidencialidade e a integridade dos dados, autenticação do cartão de crédito e do vendedor.

Não garante que o comprador esteja autorizado a usar o cartão, o que significa que não se autentica a licitude da operação.

SET: Secure Electronic Transaction

Tem um nível de segurança superior ao do SLL. O comprador tem de se identificar perante a entidade financeira, pelo que está garantida a confidencialidade absoluta, já que o comerciante não fica a saber os dados do cartão do comprador, o que garante a autenticação do vendedor e do cliente.

A complexidade técnica do mesmo tem sido o principal ponto negativo na sua implantação.

3D Secure

É o método mais usado atualmente. Começou a ser usado em 2008 com o nome comercial Verified by Visa e SecureCode (MasterCard).

A sua inovação é o facto de solicitar informação adicional em relação à usual para efetuar o pagamento. As entidades bancárias obrigam a sua implantação na relação de novos postos de venda virtuais e o vendedor pode negar-se a utilizá-lo, desde que assuma a responsabilidade de quaisquer possíveis fraudes.

Como funciona?

A sua principal vantagem radica no facto de o servidor do banco confirmar junto da loja que somos os legítimos detentores do cartão. Uma vez realizada a autenticação, a responsabilidade é do banco do comprador, já que confirmou a identidade do portador e, assim, não poderá renegar a autoria da transação.

Uso do PIN no processo de compra:

Fonte: ONTSI. O gráfico mostra a percentagem do uso do 3D Secure como sistema de segurança para pagamentos.

SEPA: Single Euro Payments Area

O futuro das transações eletrónicas é conhecido como a Zona Única de Pagamento em Euros, SEPA (Single Euro Payments Area), um projeto para a criação de um sistema europeu comum de meios de pagamento.

O seu principal objetivo é incrementar a eficiência dos sistemas de pagamento europeus através da sua unificação.

Quando o sistema estiver totalmente implementado (final de 2012), existirá um mercado único de pagamentos em euros, no qual serão integrados todos os pagamentos (nacionais e internacionais) e, portanto, os instrumentos de pagamento SEPA passarão a substituir os instrumentos em euros existentes atualmente.

 

Presente e futuro

Em conclusão, os pagamentos online são o presente, pelo que se tornam um assunto incontornável para os usuários, que têm de se familiarizar com eles, compreender o seu funcionamento e utilizá-los da mesma maneira que hoje em dia efetuamos pagamentos em numerário ou com cartão de crédito num estabelecimento físico.

O dinamismo das novas tecnologias obriga-nos a adaptar-nos a novos métodos de pagamento, sendo o próximo passo o pagamento online mediante dispositivos móveis, o qual nos permitirá efetuar transações quotidianas do dia-a-dia sem necessidade de usar dinheiro físico ou cartões de crédito / débito, utilizando apenas o nosso dispositivo móvel.

O futuro do pagamento em numerário tem, sem dúvida, os dias contados, devido ao forte crescimento das transações eletrónicas.

 

Referências

  • ONTSI: Estudo sobre o Comércio Eletrónico B2C 2011
  • Sepaesp.es
  • Meios de pagamento online: Fernando Aparicio, Diretor Geral de PayPal Espanha.
  • Formas de pagamento online: David García Fdez. de Peraleda, Soluteca.com

 

Eduardo Haro
Responsável comercial
Nazaríes IT – www.nazaries.com

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
army in war
A guerra pela Internet

A Internet está a transformar-se num novo campo de batalha, onde uns e outros lutam para alcançar o controlo digital,...

Cerrar