7 tendências de economia colaborativa que lhe interessam

Sparschweine Gruppe - Geld sparen / 3D Illustration

Da mesma maneira que os meios sociais digitais nos conectam para podermos comunicar, também conectam outros aspetos importantes da nossa vida, como os nossos próprios bolsos. A economia colaborativa permite que um grupo de usuários internautas cheguem a acordo para realizar algo que lhe traz uma considerável redução de preço, ou então algo que não poderiam fazer sem o apoio econômico conjunto. Isto faz com que este tipo de ações sejam baratas, práticas e sustentáveis e que, sobretudo, propiciem uma mudança de paradigma na tendência de consumo possessivo que aprendemos desde a infância.

• 3 tipos de sistemas

Na economia colaborativa, podemos encontrar 3 tipos de formas de realizar o intercâmbio colaborativo:

a).- Sistemas baseados no produto: Trata-se daqueles sistemas em que se paga pela utilização de um determinado produto e não para obter a sua propriedade. O exemplo mais disseminado é o do Car-SharingouCarpooling, do qual falaremos mais adiante.

b).- Sistemas de Redistribuição: Baseiam-se na troca de propriedade de objetos ou projetos de que o proprietário original já não necessita ou que não quer continuar mantendo. O popular portal eBayé um bom exemplo de ações de compra e venda, se bem que também existe o intercâmbio ou troca de objetos em portais como Truequers,truequeweb ou Sepermuta.es,onde até se trocam casas.

c).- Estilos de vida colaborativos:Neste sistema, se agrupam todas as iniciativas para partilhar bens menos tangíveis do que os anteriores: intercâmbio de competências, conhecimento, tempo ou espaços são alguns dos exemplos deste tipo de sistema. É o que conhecemos como microtasking ou microtarefas. Outra tendência colaborativa é levar a cabo ações comuns que proporcionem uma melhoria econômica num determinado serviço. É o caso das cooperativas de energias renováveis, que não só surgem como uma opção ecológica de produção de energia, como também servem para aligeirar a fatura dos seus usuários. Em Espanha, temos os seguintes exemplos: GoiEner e Gesternova.

Economía colaborativa Truequeweb

En las webs de treuque podemos encontrar desde bicicletas hasta una cesta de huevos.

7 Tendências colaborativas

Quanto às tendências que atualmente estão mais ativas na Rede, podemos encontrar as seguintes, que acompanharemos com as vantagens e as desvantagens que surgem do seu uso.

Carpooling ou Car-Sharing

Trata-se de otimizar o uso de um veículo para transportar várias pessoas que têm um itinerário comum, partilhando os gastos entre elas. Plataformas como Carpling, Easy Way,BlaBlaCar eZipCar são algumas das mais utilizadas. O curioso é que este sistema não é tão inovador como parece, já que em épocas passadas em que se viveram crises econômicas, o seu uso foi promovido. Nos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra Mundial e durante a Crise do Petróleo de 1973, fez-se uma enorme campanha propagandística neste sentido. Não devemos confundir este tipo de plataformas com o modelo de negócio proposto pela polêmica Uber, já que neste caso não se oferece uma poupança que surge de aproveitar a união colaborativa dos usuários, mas é um negócio em si mesmo no qual o usuário se limita a contratar um serviço individualmente.

  • Vantagens: Para uma viagem longa, é muito econômico, e conhece pessoas novas.
  • Desvantagens: Você não conhece a perícia do condutor e não é indicado para pessoas tímidas ou independentes.
Carteles del promoción del carpooling durante la II Guerra Mundial.

Carteles del promoción del carpooling durante la II Guerra Mundial.

Viagens colaborativas

É a tendência que mais está crescendo no setor da economia colaborativa. Trata-se de fazer turismo de uma forma mais barata do que se hospedando nos hotéis tradicionais, já que, através de plataformas como a Airbnb,Hipmunk,Intercambiocasas,Globalfreeloaders ou Couchsurfing, se põem em contato viajantes e pessoas que alugam ou trocam a sua própria casa para cortar nas despesas.

  • Vantagens: Conhece outras zonas das cidades que não são as típicas, proporciona receitas aos estabelecimentos de bairro, os ambientes são mais acolhedores e as experiências de outros usuários da plataforma indicam-lhe as melhores casas.
  • Desvantagens: Não lhe fazem a cama nem lhe servem o café da manhã e pode sempre apanhar vizinhos chatos que não deixem você dormir.
Esta web de intercambio de casas ofrece variadas categorías para todo tipo de usuario.

Esta web de intercambio de casas ofrece variadas categorías para todo tipo de usuario.

Coworking

Trata-se de partilhar um espaço de trabalho entre várias pessoas, que podem ou não estar no mesmo ramo profissional, e promover assim as possíveis sinergias entre elas para enriquecer com a experiência dos outros os seus projetos individuais. Os espaços de coworkingque estão aparecendo na maioria das cidades são provas de que há uma procura alargada destes lugares. Aqui fica uma lista com os 10 melhores espaços de coworking do mundo.

  • Vantagens: Para um profissional freelance, é muito econômico alugar um escritório que inclui o usufruto de impressoras, scanners, salas de reuniões, etc. Além disso, faz com que este tipo de profissionais, habituados a trabalhar em casa, se relacionem fisicamente com mais pessoas no seu dia a dia.
  • Desvantagens: Na prática, se tornaram mais meros lugares de aluguer de espaço individual de trabalho e equipamentos tecnológicos do que o que se pretendia originalmente.
Espacio coworking Campus en Londres, uno de los mejor valorados del mundo.

Espacio coworking Campus en Londres, uno de los mejor valorados del mundo.

Crowdsourcing  e Open Source

A colocação à disposição de recursos de intervêm na produção é também uma das tendências mais disseminadas na Rede. Neste caso, pretende-se fazer confluir o talento humano, seja ao aproveitar criações anteriores de outras pessoas para realizar um projeto novo ou então para fazer confluir essas pessoas num projeto comum novo (cocriações). Como melhor exemplo, temos a plataforma Quirky, que faz confluir as ideias de numerosos inventores de todo o mundo.

  • Vantagens: Você descobre muitas ideias que podem melhorar as suas, os recursos de open source que encontra ajudam você a acelerar o seu projeto e propiciam o intercâmbio de conhecimento.
  • Desvantagens: Às vezes, confunde-se o termo “open” com “grátis” ou “uso sem controle”, quando nem sempre é assim, já que, apesar de estes recursos terem a licença creative commons, convém sempre respeitar as condições de uso impostas pelos seus criadores.
En la plataforma Quirky surgen nuevos inventos a partir de los recursos de otras personas.

En la plataforma Quirky surgen nuevos inventos a partir de los recursos de otras personas.

Crowdfunding

Esta é outra prática de êxito na Internet, o financiamento coletivo de novos projetos que são concretizados graças aos chamados micropagamentos de usuários interessados no produto que se oferece. As mais conhecidas são: Kickstarter ,IndiegogoVerkamiIdea.meMy Major Company. Além disso, existem iniciativas do tipo P2P como Comunitae, que facilitam o cofinanciamento solidário – ou em troca de interesses (crowdlending) – entre empresas e empreendedores.

  • Vantagens: Projetos que dantes não veriam a luz do dia por falta de capital ou forma de serem publicitados se tornaram em peças procuradas.
  • Desvantagens: Também pode se revelar frustrante, uma vez que nem todos os projetos são concretizados. No caso de produtos tecnológicos, acabaram se tornando mais em lojas de ‘cool gadgets’ do que em rampas de lançamento de talento.
En las plataformas de crowdfunding, como esta de Idea.me, promocionan todo tipo de proyectos.

En las plataformas de crowdfunding, como esta de Idea.me, promocionan todo tipo de proyectos.

Bancos de tiempo y Microtasking

Neste caso, o objeto de valor que se maneja é o tempo, algo muito valorizado hoje em dia. Falamos de plataformas de caráter hiperlocal onde se trocam pequenos favores entre usuários com certas competências e que se pagam ou através da troca de outros favores ou a troco de pequenas quantidades de dinheiro. Este fenômeno é conhecido como microtaskingou microtarefas e pode ir desde a pendurar um quadro, ensinar inglês ou ir buscar as crianças ao colégio. Dogaboo, onde pode contatar com outros usuários que cuidem do seu animal de estimação quando está em viagem, e TaskRabbit são um bom exemplo deste tipo de iniciativas. Menos local é a plataforma Friendshippr, que promove o conceito de crowdshipping,que é uma forma de enviar encomendas de um sítio para outro aproveitando as viagens dos seus usuários. São interessantes as páginas para o intercâmbio de ensino de idiomas através do Skype, tais como: Polyglotclub The Mixxer;e as que propõem o intercâmbio de pratos cozinhados entre vizinhos, como: Shareyourmeal.

  • Vantagens: Recuperam o conceito de vizinhança e oferecem pequenas remunerações a vizinhos que não têm trabalho.
  • Desvantagens: Não está tão propagado como parece e a cultura individualista que impera nas grandes cidades impede um desenvolvimento maior desta tendência
La web Shareyourmeal promociona el intercambio hiperlocal de platos preparados por sus usuarios..

La web Shareyourmeal promociona el intercambio hiperlocal de platos preparados.

Freecycle

Além de oferecer vantagens colaborativas, olha pelo meio ambiente e pela qualidade das cidades. O freecycleé uma tendência contrária à sociedade de consumo com três premissas (3Rs): reduzir o desperdício, reutilizar e reciclar. Há uma multitude de objetos que caem em desuso, mas que têm uma vida útil em outros lugares mais desfavorecidos do planeta e esta é a forma de redistribuí-los. A página mãe deste conceito é a freecycle.org e reúne a nível mundial 7 milhões de usuários. Outro bom exemplo é o do Trashnothing.

  • Vantagens: Outras comunidades aproveitam o que já não precisamos ou o que nos sobra, impedindo assim que enchamos os caixotes do lixo com estas coisas que ainda têm serventia mas que podem causar grandes danos ao meio ambiente.
  • Desvantagens: Há falhas logísticas e, por vezes, enviar este material é demasiado complicado e dispendioso.
Centro freecycle en Grafenwoehr, Alemania.

Centro freecycle en Grafenwoehr, Alemania.


Miguel Ángel Corcobado
Departamento de Comunicación de PRISA

6 Comentarios

  • avatar Truecalia 19 agosto, 2017

    Muy interesante el articulo, me gustaria añadir a http://www.truecalia.com, una de las primeras Webs colaborativas que hay en España, permite la compra y venta de billetes de tren, AVE, avion y autobus entre particulares, tambien compartir mesas AVE. Gracias.
    Saludos¡

  • avatar Jobbitos 8 dezembro, 2016

    Os presentamos una nueva web colaborativa en la que todo el mundo se puede registrar indicando sus habilidades y hasta dónde quiere desplazarse para realizarlas. Por otro lado otra persona, que no tiene porqué conocer el lugar, ser nuevo en la ciudad, o no tener cualidades suficientes, crea una solicitud de ayuda y el sistema avisa a los más adecuados y cercanos.

    Esta nueva web colaborativa cuenta ya con más de 3500 usuarios registrados que desde el primer momento ponen al servicio de sus vecinos sus cualidades.

    JOBBITOS.COM

  • avatar comparte tren 31 março, 2015

    Una buena forma de consumo colaborativo, es usar las mesas del AVE. Así que ya sabes, comparte tren :)

  • avatar Jorge Martín Nomen 5 fevereiro, 2015

    Muy interesante, Miguel Ángel. Y me permito apuntarte PeopleintheNet (www.peopleinthe.net): la primera red social de buenas personas, una iniciativa 100% de consumo colaborativo.

    • avatar Toyoutome 5 fevereiro, 2015

      Buena iniciativa Jorge y muy acorde con lo que contamos aquí. Gracias por el aporte.

  • avatar Maria-Christina Rus 3 fevereiro, 2015

    Buenos días,

    Mil gracias por el artículo! La verdad es que el consumo colaborativo es una tendencia en auge en todos los sectores. Me permito mandarles más información acerca de nuestro sitio web SpacesON (http://www.spaces-on.com/) que permite encontrar espacios por horas en espacios compartidos. Un saludo y gracias

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Email_Ninja_850
Email marketing ninja

Sobreviver no mundo do email marketing nunca foi tarefa fácil. Ao contrário de outras disciplinas do marketing digital onde se...

Cerrar