9 razões por que falhamos ao empreender

FracasoEmprendedor_850

Segundo Gananci, para os empreendedores novatos, os negócios podem ter possibilidades iguais de fracassar ou ter êxito. Os verdadeiros empreendedores veem o fracasso como uma simples pedra no caminho até ao êxito. Eles sabem que devem aprender com os erros e usar a experiência para seguir em frente com uma nova ideia. Mas porque não é melhor aprender com os erros que os outros cometem do que passar pela tristeza de fechar um negócio?

Começar com uma ideia que o mercado não precisa, o primeiro erro.

Quando os empreendedores pensam no produto antes de pensar na necessidade que devem abordar, é quando começam os problemas.

O maior choque para os empreendedores costuma surgir quando veem que não há mercados baseados em suposições. Se os produtos ou serviços não abordarem uma necessidade real, então, haverá complicações no modelo de negócios.

Ouvir demasiado as pessoas

Se é necessário ouvir e ter em consideração outras opiniões, quando é demais, pode ser contraproducente. Quando se começa a empreender, mais ninguém a não ser você pode compreender a sua ideia. Nestes casos, o melhor é aconselhar-se com empresários com mais experiência na área e que estarão sempre dispostos a dar opiniões e que podem orientar os seus passos.

Modelo sem receitas

Até uma empresa sem fins lucrativos precisa de gerar receitas (mesmo que sejam doações) para poder subsidiar os custos operativos. Se o seu produto for gratuito ou perder dinheiro em cada venda, será muito difícil mantê-lo em volume. Pode ter a solução para a fome mundial, mas, se os clientes não tiverem dinheiro, o negócio não durará muito.

Oportunidades de negócio limitadas

Nem todas as boas ideias podem converter-se em negócios bem-sucedidos. Só porque acredita apaixonadamente que o seu produto ou serviço é incrível e que toda a gente precisa dele, não quer dizer que todos vão comprá-lo. Não existe um substituto para a investigação de mercado, muito menos o inquérito informal à família e amigos.

Não ter propriedade intelectual

Se espera começar a procurar investidores ou espera ter uma sólida vantagem competitiva sobre os gigantes da indústria, precisa de registar patentes, marcas e direitos de autor. A propriedade intelectual também é, em geral, o maior elemento na valorização de uma empresa feita por um investidor.

Detestar o fracasso

Ninguém gosta de fracassar. No entanto, ao empreender há que ser tolerante com o que pode correr mal. Por isso, queremos ensinar alguns conselhos para perder o medo do fracasso. O mais provável é que as pessoas intolerantes com o fracasso não consigam sobreviver como empreendedores. Tornar-se um empreendedor não é simples. Parte de atingir o êxito vem do fracasso, porque irá acontecer muitas vezes até encontrar a ideia que consiga arrancar, tornar-se realidade e começar a gerar lucros.

Pensar que ser empreendedor se traduz numa conta bancária abundante

Esta é uma das piores razões para se tornar empreendedor e é a consequência de, quando tentamos explicar o conceito de empreendimento, darmos como exemplo as pessoas que fizeram milhões com isso. Agora, a única razão por que os utilizamos como referência é porque são os únicos que conhecemos. Lembre-se que o principal propósito de um empreendedor não é fazer dinheiro. Na realidade, é resolver um problema.

A equipa e os investidores desligam-se

Dizem que desentender-se com um cofundador é fatal para o futuro de um empreendimento. No entanto, o que parece ser ainda mais problemático é ter divergências com os investidores. De facto, 13% disse que isso levou ao fracasso.

Dar-se por vencido muito depressa

Uma das principais causas do fracasso das empresas é que o empreendedor simplesmente se cansa, atira a toalha e fecha a empresa. Apesar de alguns erros e falhas, muitos empreendedores bem-sucedidos como Steve Jobs e Thomas Edison continuaram a trabalhar nos seus projetos até triunfarem.

De certeza que, depois de ler esta informação, se apercebe da enorme importância de evitar estes erros e talvez se sinta extenuado perante a enorme quantidade de trabalho que pode ser necessário para conseguir um bom rendimento em todos e cada um destes aspetos. Não se assuste. É natural que não consiga ser um perito em todos e cada um dos variados campos que compõem a gestão empresarial.


Edith Gómez

Editora de Gananci

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
GalaLos40_2017_850
Reviva a grande noite de Los40 Music Awards

LOS40 celebraram uma das entregas de prémios mais emocionantes e internacionais da sua história numa gala celebrada em Madrid perante...

Cerrar