All posts by: Nuria Del Peso

Soy Licenciada en Geografía e Historia, tengo un máster en Edición y llevo trabajando en el departamento de Corrección y Control de Calidad de Santillana desde el año 2000, nada más y nada menos. Mi gran afición es escribir, y aunque actualmente mi tiempo libre lo ocupan por completo tres adorables criaturas, intento sacar pequeños ratos para no perder práctica. En otoño, me gusta salir al campo a coger setas. Hasta hace pocos años, ay, solía viajar, ir al cine, cosas así. Todo llegará.

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #16

. Até sempre… - – Truz-truz. Posso entrar? – disse Ana com uma expressão cabisbaixa. – Anita, fazes-te mesmo de cara, linda! Posso saber por onde andaste este tempo toooooodo? Já estava preocupado contigo. Ana começou a chorar. – Ai, Richard, lembras-te do meu encontro às cegas com um admirador do meu blogue? – Meu Deus, não! Tenho tanta coisa em que pensar que me esqueci completamente. Se me tivesse lembrado, não me tinha limitado a ficar preocupado, tinha-te arrombado ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #10

.O importante é a mensagem… Feliz 2015! Ana se tinha levantado nostálgica, como acontecia todos os anos quando se aproximava o 31 de dezembro. – Você se lembra daquele comercial que dizia: «Olá, sou o Edu, feliz Natal»? – Ai, claro, lembro-me como se fosse hoje… – Foi no Natal de 1997. Anunciavam não sei quanto tempo grátis em chamadas e o menino ligava para todo o mundo porque não custava nada. Como a vida mudou e não passou assim tanto tempo. Há quanto tempo ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #9

9. Fóruns, pseudônimos e trolls – Você se lembra do fórum onde a minha irmã conheceu o namorado dela? – Memorizei melhor os pormenores da corte interneteira, como deve imaginar. Vá, refresque-me a memória. – É um fórum sobre literatura onde, além disso, há um workshop de relatos. Todas as semanas, você escreve sobre um tema sugerido e há também críticas e avaliações. E sabe que mais? Fiquei com vontade de escrever. – Ei, isso é o máximo. Graças ao seu blog, ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #8

8. Lutar contra os elementos Naquela manhã, Ana estava muito contente. – Fique sabendo, Richard, que a minha compra pela Internet foi um triunfo. A encomenda chegou sem problemas e ninguém, até agora, saqueou a minha conta bancária. – Fico muito feliz! E então, gosta da bugiganga? – Oh sim, estou maravilhada com o meu novo tablet… e. – Ana pôs um empenho particular ao pronunciar o “e” final. – Ana, querida, não faz mal. Toooodo o mundo diz tablet e ninguém sofre ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #7

7. Vantagens e medos – Que nervos eu tenho, Richard. – O que se passa agora, dona Nervos? É sempre a mesma coisa. – Comprei uma coisa na Internet. – Uauuuu. Estou vendo que vai bem lançada. E o que fez com todos os seus temores? – Joguei pela janela. Estou disposta aproveitar as vantagens do mundo digital, nem que morra tentando. Mas claro, agora não consigo deixar de pensar se fiz bem, se a encomenda vai chegar ou não, se vão utilizar o número da minha conta, tenho a ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #6

6. Os ‘passarinhos azuis’ do WhatsApp Richard estava quieto, de olhar fixo no celular. Ana observava-o há cinco minutos e nada, quase nem pestanejava. – Posso saber o que está fazendo, Richard? Você está embasbacado. – Anita, você me assustou. Nada, nada, estou esperando uma resposta do Róber. Nos zangamos. Uma das minhas cenas, reconheço. – Conheço bem essas cenas. – Enviei-lhe um WhatsApp, e já me apareceram os “passarinhos azuis”… – Muito bem. E o que ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #5

5. Saudações transoceânicas – Este final de semana, instalei o Skype… Sem ajuda de ninguém – disse Ana, se gabando. – Estou muito orgulhoso de você, princesa – respondeu Richard num tom levemente jocoso. – Já percebeu que a sua fobia das novas tecnologias é absurda? Nota máxima no curso e ainda se assusta com umas simples maquinetas! – Vou-lhe dizer uma coisa, mas negarei o que disse diante de qualquer tribunal: tenho de reconhecer que tem a sua utilidade. – Eu ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #4

4. E-apaixonar-se – Que grande desgosto que a minha mãe apanhou, Richard! – O que foi que você fez desta vez? – Você é mesmo idiota, sabe muito bem que adoro a mamãe, apesar de, às vezes, ela abusar do «modo mãe». Foi a Menina. Vai viver com um homem que conheceu na Internet. – Meu Deus, a ovelha negra da família voltou a atacar. – disse Richard, com gestos de horror exagerados – Pobrezinha da sua irmã, que nasceu numa família de dinossauros. – Se é para me ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #1

1.  O juramento de Ana Lógica No dia em que fez quarenta anos, Ana tinha apagou as velas do bolo pedindo um desejo: «que uma hecatombe, uma praga, uma guerra nuclear acabe com as novas tecnologias. Amém, ou lá como se diz». – Ana, nesta fase do campeonato, você já não pode pôr no seu currículo que tem conhecimentos de Word, Excel, Internet e o nível de usuário. – disse o Richard –Dê-lhe um pouco de brilho, mulher, todo o mundo o faz. Ela, a quem os amigos chamavam Ana ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #3

3.  Ser viral não é uma coisa má? «Ana, você é fantástica e a personagem da Ana Lógica é perfeita, vamos transformar o seu blogue num fenômeno viral». Ela tinha lido a frase nessa manhã num e-mail que a chefe lhe tinha enviado. Ana se sentia confusa, mas não ia permitir que Richard risse dela, como era costume. Para uma filóloga, viral vinha de «vírus», mas a mensagem parecia elogiosa. Pesquisou a palavra viral na Wikipédia, como Richard costumava recomendar; sempre tinha ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital #2

2.  E para que quero eu um smartphone? Richard apareceu naquela manhã com uma pequena caixa na mão; era quadrada, pequena, enfeitada com papel brilhante e um laço. Ana ficou nervosa, como acontece sempre quando não está no controle da situação. – O que é? O que é? Não parece um livro, e você sabe que eu adoro livros. Você sabe isso, certo? – Como podia não saber? Somos amigos desde… já nem me lembro. Sempre que lhe ofereço algo que não seja um livro, você acaba ...

Ana_logica_Cabecera_850

Avatares de uma imigrante digital

As pequenas experiências digitais cotidianas de uma usuária tradicional em plena transformação. Já todos nos perdemos alguma vez neste novo e mutável mundo digital tão repleto de tecnologia. Descubra todas as semanas através da Ana como todos estes avatares vão afetando uma personagem totalmente analógica que, de repente, se vê envolvida em todo este mundo cibernético. Se se identifica com Ana, basta enviar-nos a sua confissão escrevendo o seu comentário no final da ...

error correction

Revisão digital: renovar ou morrer

Vivemos na era digital, a convivência do suporte em papel e o digital há muito tempo é um fato; e em algumas áreas, como a imprensa, o digital assumiu claramente a liderança. É evidente que o livro em papel tem um longo caminho a percorrer, algo tão bem inventado não pode desaparecer da noite para o dia. Mas a cada dia vemos mais pessoas no metrô ou no ônibus com um livro digital (nada de e-book) que, ainda que doa aos românticos defensores do papel, está evoluindo rapidamente. Como ...

MENU