Avatares de uma imigrante digital #10

Ana_logica_Cabecera_850
Visto 4.907 veces

Num_cap_10.O importante é a mensagem… Feliz 2015!

Ana se tinha levantado nostálgica, como acontecia todos os anos quando se aproximava o 31 de dezembro.

– Você se lembra daquele comercial que dizia: «Olá, sou o Edu, feliz Natal»?

– Ai, claro, lembro-me como se fosse hoje…

– Foi no Natal de 1997. Anunciavam não sei quanto tempo grátis em chamadas e o menino ligava para todo o mundo porque não custava nada. Como a vida mudou e não passou assim tanto tempo. Há quanto tempo você não recebe um postal de Natal pelo correio?

– Tenho uma tia que manda sempre para toda a família. Nunca ninguém lhe responde, mas a mulher simplesmente não se deixa abater.

– Dantes, as empresas de comunicações faziam comerciais para fomentar a proximidade com as pessoas, a possibilidade de nos ligar e falar com os que estavam longe. Tudo bem, mas agora as pessoas fazem tudo com um WhatsApp e quem não tem WhatsApp é como se nem existisse. Já ninguém telefona.

– Não seja tão pessimista, querida, que me dá mais vontade de chorar do que um comercial dos torrões El Almendro. Veja o lado bom da coisa: agora, você recebe felicitações de muito mais gente, pode enviar fotos a todo o mundo fazendo figuras tristes com orelhas de rena, perucas e essas coisas, é infinitamente mais barato…

– Tem razão, Richard, há que ver o lado positivo das coisas. Ver você quase em direto com a sua tiara de rena ao lado da sua sogra não tem preço. E, na verdade, o que importa é o espírito, não é? Feliz 2015, amigo!

– Troquei a tiara de rena pela típica língua de sogra, a mãe do Róber me agradece muito o pormenor. Feliz ano para você também, querida!

– Parecemos avós falando de outros tempos, não é?

– Caramba, Anita, estamos tão velhos. Mas haja alegria por estarmos vivos!

– Lagarto, lagarto! – disse Ana batendo ao mesmo tempo num móvel de madeira para afastar o azar – E você ainda me chama pessimista.

-


Siga as histórias de Ana Lógica.

Já todos nos perdemos alguma vez neste novo e mutável mundo digital tão repleto de tecnologia. Descubra através da Ana como todos estes avatares vão afetando uma personagem totalmente analógica que, de repente, se vê envolvida em todo este mundo cibernético.

Se se identifica com Ana, basta enviar-nos a sua confissão escrevendo o seu comentário no final da página.

Ver mais capítulos

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Dj mixer with headphones
Tome um cocktail audiovisual

São dias de mixes, remixes, compilações, rewinds e, pois claro, mashups, tudo o que esteja relacionado com selecionar o que...

Cerrar