Avatares de uma imigrante digital #4

Ana_logica_Cabecera_850

4. E-apaixonar-se

Woman is relaxing in front of her computer while smiling

– Que grande desgosto que a minha mãe apanhou, Richard!

– O que foi que você fez desta vez?

– Você é mesmo idiota, sabe muito bem que adoro a mamãe, apesar de, às vezes, ela abusar do «modo mãe». Foi a Menina. Vai viver com um homem que conheceu na Internet.

– Meu Deus, a ovelha negra da família voltou a atacar. – disse Richard, com gestos de horror exagerados – Pobrezinha da sua irmã, que nasceu numa família de dinossauros.

– Se é para me insultar, como é seu hábito, não lhe conto mais nada.

– Por favor, por favor, por favor, conte tudo. O fofoqueiro que há em mim está mortinho por saber.

– Nunca falha – disse Ana com um gesto de triunfo. Mas, mesmo assim, fez-se um pouco de difícil só para torturar o seu amigo.

– Bom – continuou –, eles se conheceram num fórum sobre literatura, onde escreviam críticas e não sei o quê. Pelos vistos, começaram a falar e foram beber umas cervejas. Uma coisa levou à outra e, surpresa!, vão viver juntos.

– Ai, o amor é lindo.

– Você não acha estranho eles se terem conhecido online?

Richard começou a imitar o que pretendia ser uma mulher das cavernas.

– Pode se deixar de brincadeiras e responder?

– Muito bem, faça esta pergunta a você mesma. Você acha mais «normal» conhecer alguém num bar, com grandes probabilidades de ter bebido demais, e começar uma relação? Conheço uns tantos casais que começaram assim. Como você sabe, eu conheci meu Rober assim. E ninguém levanta tantas objeções.

Ana ficou sem resposta. Pensando bem, Richard tinha razão.

-


Siga as histórias de Ana Lógica.

Já todos nos perdemos alguma vez neste novo e mutável mundo digital tão repleto de tecnologia. Descubra através da Ana como todos estes avatares vão afetando uma personagem totalmente analógica que, de repente, se vê envolvida em todo este mundo cibernético.

Se se identifica com Ana, basta enviar-nos a sua confissão escrevendo o seu comentário no final da página.

Ver mais capítulos

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Visual Thinking
Urge incorporar o pensamento criativo e visual na escola?

O pensamento criativo é a competência que nos permite abordar a realidade através de perspetivas distintas da convencional, reelaborando as...

Cerrar