BeJob: câmara e ação!

Bejob_850

No passado dia 3 de novembro, celebrámos no Colegio Oficial de Arquitectos de Madrid a apresentação pública do BeJob, a entrada em palco… a nossa primeira atuação.

Com muitos nervos e cheios de entusiasmo, contámos pela primeira vez ao público quem somos e, acima de tudo, o que pretendemos fazer.

Fizemo-lo através da contextualização da realidade do mercado de trabalho em que nos encontraremos nos próximos anos. Segundo um estudo recente da Universidade de Oxford, 47% dos empregos atuais desaparecerão dentro de uma ou, no máximo, duas décadas e, como se não bastasse, 90% das profissões que sobreviverem sofrerão algum tipo de transformação e requererão a adoção de novas competências digitais. Estes dados, aliados à taxa de desemprego, ilustram a situação do panorama laboral do futuro. Um mercado em que as empresas precisarão de preencher vagas para as quais, se não nos apressarmos, não encontrarão os perfis adequados.

Bejob_01

Foi isto que afirmámos no México, na semana passada, perante uma plateia de 500 jovens à espera de dicas e orientações úteis sobre como encarrilar o seu futuro.

E é aqui que entra em jogo um projeto como o BeJob, que nasce da necessidade de sincronizar as necessidades das empresas com os interesses de quem procura trabalho. A nossa missão é ligar o mundo laboral à sociedade e oferecer soluções de empregabilidade reais. O BeJob forma novos perfis profissionais com elevada procura de emprego, especialmente no campo das tecnologias da informação, do marketing digital e da estratégia e gestão de negócios digitais. Robótica, programação em blocos e otimização SEO são alguns dos 60 cursos que a plataforma já oferece.

O que distingue o BeJob de outras plataformas de formação existentes no mercado é a ordem, a coerência e a ligação ao mundo do trabalho. Há uma ordem com base nas necessidades reais e cada vez mais mutáveis das empresas. Por isso, é fundamental não perder de vista dois dos nossos traços de identidade: ouvir o mundo laboral, para que nos diga quais são os perfis de que vão precisas e procurar os melhores profissionais que ofereçam aos nossos alunos bons conteúdos, para que consigam ser o mais “empregáveis” possível.

-


-io2″ width=”660″ height=”439″ />

Durante a apresentação oficial do BeJob em Madrid, um dos nossos sócios estratégicos, Christopher Tromans, da Amazon, explicou a iniciativa AWS Educate, concebida como “um programa global criado para desenvolver as competências dos informáticos de amanhã” e da qual o BeJob é a primeira plataforma de formação em espanhol que o faz a nível mundial.

Outro sócio é a Fundação General y Empresas da Universidade de Alcalá, cuja representante, Bejob_02María Teresa del Val Núñez, destaca que iniciativas como o BeJob podem proporcionar “formação em produtos e conhecimentos que as universidades estão a demorar muito tempo a introduzir“, devido às características próprias da formação tradicional. Portanto, esta é a forma de complementar os conhecimentos que os estudantes já tinham, além de acompanhar o programa “Espabila”, que é o programa da Universidade de Alcalá que dá atitudes sociais aos alunos que muitos dos cursos universitários não proporcionam.

Um dos elementos mais inovadores no BeJob e uma grande mais-valia é o BeJobEmpleo, a ferramenta que proporciona ao aluno as ofertas de emprego relacionadas com a disciplina que está a estudar, em tempo real e tanto em Espanha como na América Latina.

Em suma, com o BeJob, queremos prestar um serviço à sociedade, ser úteis e funcionar como uma ponte entre a empresa e as instituições públicas e a sociedade.

Damos-vos as boas-vindas ao BeJob!

bejob_03


Mariola García Arellano

Diretora de Bejob

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
EmailCustomerExperience_850_01
Que papel cumpre o emailing na experiência do cliente? Do consumidor ao cliente fidelizado

Sabemos que o nosso cliente é tudo. Que, hoje em dia, o marketing está focado em conseguir com que a...

Cerrar