Conselhos de mãe para ‘e-compras’ seguras

Consejos madre

Você está ficando viciado nas compras online. É barato, encontra de tudo num só clique e os produtos são entregues em sua casa, por isso, que mais pode pedir? Mas já sabe que as transações económicas envolvem certos perigos e há muitos amigos do alheio na rede que podem fazer-lhe passar um mau bocado. Se quer comprar em segurança, siga estes conselhos. Uns verdadeiros conselhos de mãe.

· “É preciso estar preparado para as eventualidades”. Prepare-se bem, atualize o seu antivírus, instale a última versão do seu navegador ou sistema operativo. É preciso organizar bem a defesa.

· “Estes tempos não estão para confianças”. Atenção às apps maliciosas. Confie apenas naquelas que se descarregam em lojas de aplicações oficiais. Rejeite por sistema as que se descarregam por SMS ou endereços eletrónicos desconhecidos.

· “Não há borlas”. Como dizem as nossas mães: “O barato sai caro”. Se lhe oferecerem o último modelo de smartphone, o video game que acaba de sair ou uma viagem a um preço incrivelmente baixo, desconfie. É mentira, de certeza. Verifique se a página é realmente de confiança. Se bem que isso cheira sempre a logro. Desconfie do “Compre já, antes que esgote!” e reflita bem em todas as compras que fizer. Pesquise, compare e é possível que encontre sempre algo melhor.

· “A sujeira e o lixo”. Nunca compre nada de uma mensagem SPAM. Se foi parar a essa caixa do seu correio, por algum motivo foi e certamente estará carregado de malware ou software prejudicial.

· “Nunca conte para lá da conta”. Nunca envie senhas ou dados pessoais para e-mails ou SMS que os peçam. Nem mesmo se ameaçarem apagar os seus dados ou contas. É certamente um esquema para você cair na armadilha deles.

· “Há muita gente falsa por aí”. Os piratas cibernéticos são tão cruéis que podem mesmo enviar mensagens ou publicidade falsa solicitando donativos com fins solidários. É preciso verificar muito, muito bem a quem está dando os seus dados bancários. Procure logótipos falsos ou nomes de organizações conhecidas alterados. Mas lembre-se que eles não lhe vão facilitar a vida e costumam usar nomes aparentemente normais para disfarçar.

· “A sua loja de sempre é mais fiável”. Compre apenas em páginas de empresas conhecidas e de confianças. Se tem dúvidas, investigue na Internet. Se for uma loja falsa, aparecerão certamente queixas de usuários em algum fórum. Pode buscar no Google o nome da empresa ou da loja onde quer comprar seguido da palavra “fraude” e verificar se aparece.

· “Ponha o seu dinheiro num local seguro”. Confirme que se trata de um sítio seguro para transações económicos e que usa o certificado de segurança SSL (Secure Socket Layer). Deve ver-se nitidamente o protocolo HTTPS na barra de direção do navegador e pode mesmo aparecer um ícone em forma de cadeado. O uso do SSL serve para encriptar o intercâmbio de informação sensível e torná-la assim ilegível para outras pessoas.

· “Estranho, muito estranho”. Se a mensagem publicitária que você receber tiver erros ortográficos, estiver escrita de uma forma estranha, parecer uma tradução malfeita e, além disso, tiver um arquivo em anexo, então tresanda a malware a milhas. Se, mesmo assim, você decidir seguir em frente e confiar, recomendo que, em vez de aceder clicando diretamente no link que aparece na mensagem, copie a direção do mesmo e a cole no navegador. Assim, evitará o clássico roubo de dados.

· “Em casa é que se está bem”. Evite as ligações wi-fi públicas para fazer compras. Use apenas ligações conhecidas, com palavra-passe e que utilizem WPA.

· “Não perca as suas coisas de vista”. Mesmo que a loja seja de confiança e tudo corra bem com a compra, verifique a política de privacidade da mesma, já que, a menos que indique o contrário, é possível que esteja cedendo os seus dados a outras empresas afiliadas ou não a essa loja online e que os seus dados passem de mão em mão. Informe-se pelo menos do que vão fazer com esses dados.

· “Há gente que a sabe toda”. É possível, através de códigos maliciosos, modificar formulários de venda em páginas de confiança. Se reparar que lhe estão fazendo demasiadas perguntas ou que pedem demasiados números, abandone imediatamente a compra e avise a loja online do que está acontecendo.

· “Não compre gato por lebre”. Nem se atreva a dar o seu número de celular quando lhe mandarem um cupão de prémio por ter respondido a um inquérito ou participado num concurso que você não procurou. É possível que se veja metido num serviço de pagamento por celular do qual vai ser complicado sair.  

· “No se fie nem na sua mãe”. Evite o pagamento adiantado, se possível. Tente escolher métodos de pagamento que não exijam o pré-pagamento. Escolha a opção do PayPal, uma vez que é uma das mais seguras. Há lojas online que permitem efetuar o pagamento contra reembolso aquando da entrega do produto.

· “Controle suas ações”. Após realizar as suas compras, examine a sua conta alguns dias depois. É a melhor forma de detetar as burlas. Você ja sabe que: “mãe só há uma”.

Miguel Ángel Corcobado Departamento de Transformación PRISA

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Pantallas
Páginas para todas as telas

Antes do fim de 2014, os internautas móveis superarão em número os que navegam recorrendo a equipamentos de escritório. De...

Cerrar