Negócio móvel da Google

Google Movilidad
Visto 3.076 veces

 

O conhecido gigante das pesquisas sabe que a mobilidade é o futuro e a maioria dos seus negócios encaminham-se para esse setor.

Esta infografia criada pela empresa WordStream mostra-nos 20 nichos de mercado em torno da mobilidade atualmente cobertos pela Google.

Cada um deles está pontuado segundo a sua qualidade, adoção do mercado, avaliação dos usuários e especialistas do setor, originalidade e outros aspetos.

Nesta infografia surgem classificados os serviços em aplicações, dispositivos, conteúdo e publicidade móvel, o seu verdadeiro negócio com receitas a rondas os 8.000 milhões de dólares, apenas na divisão de mobilidade.

Entre as melhores notas destacam-se: Obviamente o dono da viralidade, o YouTube (A+); a aplicação do Google Maps (A+), uma das mais populares e que permanece líder na sua tipologiae o sistema operativo Android (A+), que mantém, ano após ano, um crescimento vertiginoso e que no caso concreto da Google se materializa no smartphone Nexus 4 e no tablet Nexus 7.

Com piores notas: Google Offers (C), o serviço de ofertas locais criado após a tentativa de compra falhada da Groupon e que não para de perder popularidade; Motorola (C+), a veterana fabricante de celulares que a Google comprou em 2012 para implementar o Android e devolver a sua antiga hegemoniae a aplicação Google Play Books (C+), considerada pouco inovadora e amigável.

Outras questões mais inovadoras como os óculos futuristas Google Glass e a recém-estreada aplicação Google Keep, um bloco de notas semelhante ao Evernote, ainda não tiveram tempo para alcançar a maturidade no mercado e poderem ser classificadas. A segunda, na realidade, nem sequer surge nesta infografia.

Aceda à versão completa desta magnífica infografia  através desta ligação ou clicando sobre a imagem, e contemple o império que a Google alcançou no seu smartphone.

 

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
horaPlaneta301
Você faz parte da Hora do Planeta

A World Wide Foundation propõe, como faz todos os anos, que você reflita sobre o consumo excessivo de energia no...

Cerrar