EL PAÍS+ ou o assinante no centro

Elpaispluss
Visto 3.792 veces

Faz sentido se preocupar com ações presenciais quando todo o mundo fala da importância do âmbito digital? No caso do EL PAÍS+, claro.

E mais, nossa aposta passa por combinar todas as ferramentas e todos os canais que temos à nossa disposição: papel, Internet, redes sociais, aplicações móveis e iniciativas presenciais que são quase interpessoais. Tudo isso constrói um objetivo comum: oferecer aos assinantes do EL PAÍS benefícios diretos. Enquanto o fazemos, criamos uma relação emocional com eles.

EL PAÍS+

A intenção de tudo isso, que tem horas de trabalho por detrás, é fazer com que o EL PAÍS+ seja algo mais do que um plano de fidelização. Anunciamos vantagens e ações em papel, as detalhamos no nosso site na Internet e as dinamizamos através dos nossos perfis sociais. Damos apoio aos nossos “partners” e definimos um novo ponto de atenção para os nossos assinantes.

No caso de experiências memoráveis, nos deslocamos onde são celebradas e as transmitimos para a nossa comunidade através do Facebook e Twitter. E, para além disso, conhecemos pessoalmente tanto os colaboradores como os assinantes do periódico. Assim, temos oportunidade de os escutar e de agradecer pessoalmente a sua confiança – que, no contexto atual dos meios de comunicação, é muita –  e de sermos participantes na experiência exclusiva que estão vivendo. Ou seja, situamos os nossos clientes no centro. E fazemo-lo com uma convicção que é quase um “mantra”: são muito importantes para nós. É assim tão simples.

Um exemplo: o Museu Thyssen de Madrid, para nós

ThyssenNo sábado dia 24 de maio, pelas 8h30 da manhã, Madrid estava acordando. Viam-se os primeiros peões do dia no Paseo del Prado. Entre eles, alguns pararam diante da porta do Thyssen-Bornemisza. O Museu só abria as portas às 10h, mas eles entraram pela porta lateral. Poucos minutos depois, estavam contemplando obras essenciais da História da Arte em exclusivo e à porta fechada. “Que grupo tão maravilhoso”, disse a guia. “A visita é nota dez. E poder desfrutá-la apenas nós, é um luxo”, comentou uma visitante. É assinante do EL PAÍS.

A visita exclusiva é à porta fechada pela coleção permanente do Thyssen-Bornemisza é um exemplo das experiências de que podem desfrutar os assinantes do diário através do EL PAÍS +. Esta zona, exclusiva para assinantes, oferece desde descontos em lojas e restaurantes de toda a Espanha até entradas para antestreias de cinema, passando por vantagens noutros planos de lazer e cultura.

A do museu não é a única experiência exclusiva: nos últimos dois meses, os subscritores tomaram café com o diretor do periódico, visitaram uma exposição – também à porta fechada – do Museo do Prado de Madrid guiada pelo seu comissário, e acompanharam os seus filhos à redação do periódico para participarem numa aula de Jornalismo. Temos estado ao lado de todos eles, e agradecemos a todos eles.

Lúa Monasterio, community manager do EL PAÍS+

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Educación y smartphones
Play and Learn

Em 2013, a venda de smartphones no Brasil superou a de celulares comuns em 110%, passando a ocupar uma fatia...

Cerrar