Empreendedores made in Spain

punkte
Visto 5.389 veces

Custa saber sua origem por causa dos nomes em inglês, mas são espanholas. Um grupo alargado de empreendedores espanhóis está se destacando no mundo digital, tanto pela frescura das suas idéias como pelo reconhecido êxito, tanto econômico como de prestígio, que estão colhendo internacionalmente.

Apesar de a crise ter afetado também o investimento em inovação em novas tecnologias (caiu para os níveis de 2006), estes casos de êxito marcam a diferença, algo que é patente sobretudo nas startups de desenvolvimento de aplicações para celulares, onde 84% destas empresas geraram emprego em Espanha em 2012. O que se traduz em oito em cada dez dessas empresas a obter proveitos e até a prever um aumento para 2013, segundo The App Date. Espanha está entrando na chamada “app economy”, que nos Estados Unidos já gerou mais de meio milhão de empregos.

 

Startups cheias de grandes idéias que triunfam

Quando falamos de projetos inovadores, talvez o exemplo mais conhecido seja a startup criada há algum tempo pelo jovem e mediático Pau García-Milà, a EyeOS, um escritório “na nuvem” que conta com um milhão de downloads em todo o mundo e presença em 70 países. Pau continua a produzir projetos interessantes como a rede social Bananity, pensada para partilhar emoções e preferências pessoais sobre qualquer assunto e que se diferencia do Facebook por incorporar o conceito “não gosto”. A ideia é aproximar as pessoas que tenham os mesmos gostos e interesses.

 

No entanto, o mais popular por estes dias é Amazing Alex, a nova aposta da Rovio, os criadores de Angry Birds. O jogo é uma idéia de dois espanhóis, Noel Llopis e Miguel Ángel Friginal, que vivem nos Estados Unidos e a quem a Rovio comprou a idéia original (Casey´s Contraptions) para a adaptar e lançá-la como própria. Llopis já é um jovem veterano nisso de ser empreendedor. Em 2009 lançou, com a sua empresa sedeada nos Estados Unidos, a Snappy Touch, a aplicação Flower Garden, uma espécie de ‘tamagochi’ das plantas.

Outra grande vencedora no desenvolvimento de apps de Espanha é a Ideateca, uma empresa do País Basco que, com a aplicação iBasket, conseguiu ultrapassar os 15 milhões de downloads em todo o mundo e chegou a estar no Top3 de downloads nos Estados Unidos e no Top 10 em mais de 90 países. Está disponível na Apple Store, no Google Play e no Facebook Connect.

Os rapazes madrilenos da Spartanbits são outro exemplo de um trabalho bem feito com os mais de 10 milhões de downloads em todo o mundo do Go!Chat for Facebook. O seu êxito se baseia em oferecer uma qualidade de serviço superior até ao próprio chat oficial do Facebook.

 

Seguindo o caminho do triunfo encontramos a Ticketea, empresa dedicada à venda virtual de entradas para qualquer evento que possamos imaginar e criar. Desde o típico concerto até uma varanda para assistir às festas de Pamplona. Em dois anos superou os 10 milhões de euros de faturação e passou de dois funcionários para 22. É claro que conta com a sua própria aplicação para celulares, o CheckPoint, que utiliza a câmera do dispositivo para escanear os códigos QR das entradas e assim o organizador do evento poder controlar totalmente o acesso ao mesmo.

 

Entre outras boas idéias tecnológicas nascidas em Espanha podemos encontrar o Ulabox, o primeiro supermercado totalmente online do nosso país, que nos propõe nunca fazer compras fisicamente. A sua aplicação nos permite ir fazendo compras quando temos necessidade, e até escanear os códigos de barras dos produtos que vão terminando para os acrescentar à próxima lista de compras.

Escaneado de productos con Ulabox

Na mesma linha do comércio de produtos de consumo está o Supertruper, uma aplicação para dispositivos Apple e Android que nos permite comparar preços de um mesmo produto em diferentes supermercados. Os seus criadores nos falam de uma poupança de até 40% se utilizarmos este sistema de compra inteligente.

No tema culinário, o site SinDelantal reúne e recomenda ofertas de comida ao domicílio, se afastando da comida típica deste tipo e trazendo a nossas casas as ementas de vários restaurantes que não dispõem desse serviço. Está estabelecido em várias localidades espanholas e gerencia uma média de 10.000 pedidos mensais. Para se expandir para a América Latina, adquiriu a mexicana Miorden.com.

 

E continuando no terreno do e-commerce, aparece o Tueddy, um armário virtual em forma de aplicação móvel criado por um analista especializado na nova economia, Marc Vidal, fundador de várias empresas do meio digital. Neste armário, que alguns definem como o “Spotify da moda”, podemos encontrar peças de vestuário que se associam ao nosso estilo pessoal e que vêm tanto da alta-costura como de lojas de rua. O Tueddy ainda não está aberto ao público, mas se perfila como um dos projetos mais interessantes da fornada recente.

Outra aplicação que mereceu comparações com o Spotify, mas desta vez dos livros, é 24Symbols, criada há mais de um ano por Aitor Grandes e que nos propõe aceder a uma extensa biblioteca “na nuvem” a troco de uma quota mensal. Um modelo de negócio semelhante ao da empresa musical sueca. Foi uma das quatro vencedoras do acelerador de projetos londrino Seedcamp e conta também com a sua própria app.

Incubadoras de sementes de idéias

Por detrás de toda esta inovação está o apoio aos empreendedores das “incubadoras” ou aceleradores de projetos que contribuem com assessoria, ajuda financeira e apoio de infraestruturas a troco de uma percentagem do negócio desenvolvido. Entre os mecenas, se destacam os grupos de investidores públicos e privados como a Bussiness Booster e a Digital Assets Deployment, e grupos empresariais como o Wayra do grupo Telefónica e o Caixa Capital Risc do Bank Caixa. Foi assim que surgiu uma infinidade de projetos como o Hoop Tap, um programa de fidelização e promoção para marcas e comércio através do celular; o CharHadas, uma rede social vertical para mães com recomendações de todos os tipos; ou o Sezion, uma plataforma online que permite a várias pessoas se unir e criar temas musicais.

 

Miguel Ángel Corcobado
PRISA Digital

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Food on forks
10 apps que abrem o apetite

Está claro que comer é um prazer absoluto. E para além de nos nossos paladares, agora também é transportável em...

Cerrar