Fala sobre o medo? Ouve o medo?

NegraYCriminal_850

Num filme de intriga, suspense ou terror, os espetadores são expostos à sugestão através das imagens e dos sons que o realizador nele incluiu cuidadosamente para provocar em nós o efeito que conhecemos como “ter medo”. Se retirarmos as imagens ao filme e deixarmos apenas o som, será a nossa imaginação a criar imagens a partir dos ruídos, baques ou gritos que ouvimos. Não restam dúvidas de que este efeito é muito mais assustador do que a imagem, uma vez que os recursos visuais que a nossa própria mente pode desencadear podem ir beber aos nossos temores mais pessoais e profundos.

Negra y Criminal, o novo programa da Cadena Ser, pretende explorar os nossos medos e fazer despontar estas imagens mentais através das suas histórias sobre crimes, assassinos sanguinários e vítimas em situações limite. Tudo a partir de uma cuidada qualidade de som que mistura meticulosamente o conteúdo e a música para criar efeitos surpreendentes e assustadores no ouvinte. Mona León Simiani, a apresentadora do programa, define-o como “a criação de um mundo sonoro para o ouvinte que lhe desperte emoções”.

NegraYCriminal_01

Presentación de Negra y Criminal en el Teatro del Arte. De izquierda a derecha: Manuel Jabois, Vicente Jiménez, Mona León, Luis Rodríguez Pi, Mónica González Álvarez y Carlos Quílez.

Durante a apresentação no Teatro del Arte de Madrid, pudemos assistir, com Vicente Jiménez, diretor geral da Cadena SER e da PRISA Rádio, e  Luis Rodríguez Pi, diretor de antena da Cadena SER, à aposta no ressurgimento do teatro radiofónico e do estatuto da rádio como o melhor meio com capacidade de provocar uma verdadeira sugestão com este tipo de relatos. Algo que todos os presentes puderam constatar através dos diversos relatos que foram emitidos no decurso do evento, alguns dos quais nos puseram literalmente os cabelos em pé.

O programa, que será emitido todos os sábados entre as 2h30 e as 4h00 da madrugada (hora espanhola), está pensado também para o consumo online em forma de podcast, uma vez que cada relato tem uma duração de 20 a 25 minutos, muito adequado para ser ouvido nas viagens diárias de qualquer pessoa.

Negra y Criminal consta de 3 partes diferentes:

  • O relato de ficção com a adaptação de um conto ou romance em versão de teatro radiofónico com atores conceituados como Nancho NovoLuis CallejoHovik KeuchkerianMabel del Pozo e Rafael Calvo, entre outros. Este espaço contará também com a participação da Penguin Random House, que cederá parte das suas obras para a sua adaptação radiofónica. Nesta parte, Mona León assume diversos papéis, desde narradora a voz da consciência, mas sempre com o objetivo de elevar a sensação que o relato transmite a quem o ouve.
  • O caso real, onde reconhecidos autores e jornalistas como Carlos Quílez, Mónica González Álvarez, Chema Rodríguez e Pablo Burgués ou José Precedo analisarão e documentarão os casos criminais em que a ficção da primeira parte se baseia e onde se incluirão os testemunhos de figuras relacionadas com os casos: juízes, advogados, polícias e até mesmo as declarações dos próprios assassinos.
  • Um concurso de contos breves, com 200 palavras no máximo, destinado à participação dos ouvintes apreciadores deste género literário. O júri será composto por Sergio Vera, fundador do clube de leitura Casas Ahorcadas, que fica encarregue da seleção de relatos para o concurso; María Fasce, diretora literária da Alfaguara e Graziella Moreno, escritora de livros noir e juíza do tribunal penal. Todos os meses, haverá um vencedor ao qual o júri “poupará a vida” e que receberá um kit de auto-edição da www.megustaescribirlibros.comalém de, como diria Carlos Salem, apresentador desta secção, “viver para contar a história”.

Por fim, e para dar seguimento ao fio condutor, Antonio Martínez e Elio Castro, responsáveis pelo programa com emissão logo a seguir, Sucedió una Noche, oferecerão uma peça com uma seleção de filmes relacionados com o tema de cada programa.

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Young woman using her tablet computer while traveling by train
CLUB+Renfe, a app e revista de viagens para os comboios de longa distância

Ainda agora nasceu e já lhe chamam "a revista do AVE". Entre os planos futuros de crescimento do projeto estão...

Cerrar