As cinco chaves para 2015 do comércio eletrônico

ecommerce_2015
Visto 7.653 veces

Se as previsões do se cumprirem, este ano, as vendas mundiais geradas através do comércio eletrônico superarão pela primeira vez os 1,5 biliões de dólares, um crescimento de 20,1% em relação a 2013.

Tudo indica que as receitas do e-commerce continuarão aumentando durante os próximos anos, mas talvez a um ritmo menor, devido à maturidade do mercado. De momento, as previsões para 2015 assinalam que nos próximos 12 meses, as vendas online crescerão 17,7%, atingindo os 1,77 biliões de dólares. Jordi Gàmez, diretor geral do Rakuten.es, resume em cinco pontos as chaves que impulsionarão o comércio eletrônico em 2015:

 

  1. A oferta de experiências para fidelizar o consumidor

O que antes eram dois mundos separados, do entretenimento e do comércio, convergem agora com firmeza. Os consumidores de hoje em dia querem comprar rodeados por uma experiência de compra que reflita os seus gostos, tanto a nível online como offline. Para proporcionar essa experiência, os comerciantes diversificaram a sua oferta, o que se traduz frequentemente na oferta de serviços de forma separada. Agora, os comerciantes estão unindo estes diferentes elementos sob o teto da mesma marca, em lojas online e físicas. Esse fato, além de permitir aos comerciantes oferecer uma experiência melhor conectada, é também uma oportunidade para vendas cruzadas e fortalece a fidelidade dos consumidores através de um ecossistema completo de comércio e entretenimento.

  1. O ano decisivo para a moeda virtual

A inovação, em 2014, proveio sobretudo das novas modalidades de pagamentos, e 2015 será o ano decisivo para moedas virtuais como o Bitcoin que, no entanto, têm de se destacar em termos de volume de transações. Nos próximos meses, veremos se estas propostas sobreviverão como moeda global, ou se desaparecerão com a legislação e as preocupações de segurança a limitarem a captação de novos consumidores.

Se as moedas virtuais forem utilizadas e aceites, assistiremos a um impacto substancial nas transações internacionais, um passo de gigante na direção de um mercado realmente global.

  1. O comércio móvel continuará ganhando terreno

Os comerciantes já não se poderão dar ao luxo de ignorar a mudança de comportamento dos consumidores. Em 2015, estima-se que 33% das vendas online serão realizadas através de dispositivos móveis. À medida que esta tendência ganha terreno, esperamos ver mais comerciantes investindo em meios comerciais e de marketing móveis, numa tentativa de tirar proveito deste segmente em rápido crescimento. Isso, por sua vez, impulsionará uma maior adoção do comércio omnicanal, já que os comerciantes oferecerão uma experiência “sem costuras” através de múltiplos canais.

  1. O comércio transfronteiriço dá rédea solta a um mundo de oportunidades para os comerciantes

O crescimento do comércio transfronteiriço acelerará em 2015, com o lançamento dos primeiros mercados verdadeiramente globais que oferecerão aos consumidores a oportunidade de comprar em lojas de todo o mundo. O objetivo é também abrir caminho para que os comerciantes tenham acesso a mercados de outros países e ampliem o seu alcance internacional. Entrar em novos mercados através de plataformas globais oferecerá aos comerciantes a oportunidade de crescerem significativamente, sobretudo nos mercados pequenos, onde há um potencial de crescimento interno menor.

  1. As compras sociais são entretenimento

As redes sociais estão desempenhando um papel cada vez mais central nas vendas online, influenciando tanto o descobrimento de novos produtos como as próprias decisões de compra. O Twitter e o Facebook já incorporaram botões de “Comprar Agora”, em 2015, os comerciantes poderão dar maior ênfase à venda de produtos através destes canais. No entanto, com o crescimento de usuários ativos de plataformas desenhadas para partilhar imagens como o Pinterest e o Instagram, a inovação, em 2015, girará provavelmente em torno da imagem. O facto de os consumidores descobrirem novos produtos enquanto partilham fotos e organizam coleções de objetos de que gostam, proporciona aos comerciantes uma enorme oportunidade para fazer com que as compras sejam um experiência atrativa e divertida.

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
piestureo
Fotos roubadas

O vídeo desta semana foi recomendado pela equipe de Microsiervos, que nos está ajudando a escolher o melhor post publicado...

Cerrar