Meninos prodígio 2.0

nino_prodigio_850
Visto 6.225 veces

Já destacámos noutras ocasiões a crescente importância dos chamados “nativos digitais” na era da hiperligação, do multi-ecrã e do desenvolvimento de aplicações móveis. Porém, este fenómeno assume dimensões mais sérias quando nos deparamos com empreendedores que ainda não perfizeram 15 anos. Entre estes “meninos-prodígio 2.0”, destacamos os casos de Thomas Suarez e Jorge Izquierdo. O primeiro, um jovem norte-americano de doze anos que se transformou de um dia para o outro num verdadeiro “think different” e cuja eloquência causaria inveja ao próprio Steve Jobs, chegou a ser orador numa das prestigiadas conferências da TED. Thomas já fundou a sua própria empresa, a CarrotCorp, e desenvolveu dois jogos para a iOS. Um deles, “Bustin Jieber”, uma paródia ao cantor Justin Bieber, faturou no ano passado os seus primeiros 1000 dólares, que Thomas não tardou em investir numa consola de jogos. Atualmente, a empresa dispõe de 5 aplicações na App Store da Apple.

Apenas dois anos mais velho, o espanhol Jorge Izquierdo, que estuda no terceiro ano do ESO (ensino secundário obrigatório), pode gabar-se de ser o espanhol mais jovem a desenvolver não uma, mas duas aplicações iOS para a AppStore: o “uRlate”, uma engenhosa aplicação que nos avisa quando nos encontramos num congestionamento, e a “A++genda”, uma completa agenda escolar. Duas estupendas soluções para problemas do dia-a-dia, vistas da perspetiva de um jovem com ideias muito claras e que também protagonizou a sua própria apresentação em The App Date, que decorreu em julho deste ano.

Thomas depressa chegou à conclusão de que queria aprender a programar jogos para o iPhone e, como não tinha quem o ensinasse, decidiu aprender por si mesmo e criou um clube na escola em que se falava sobre aplicações, jogos e sobre como os desenvolver. Foi um êxito e começou a contar com um número crescente de interessados. Mais tarde, começou a visitar a App Store e dedicou-se a consultar as respostas que os funcionários davam aos clientes, para daí tirar ideias novas.

Apresentação de Jorge Izquierdo em The App Date

Jorge, por sua vez, começou por se entreter com um computador Mac emprestado e a experimentar ferramentas de programação nele, copiando exemplos de tutoriais e lendo um ou outro manual. Um dia, quando ia para a escola e ao ver os congestionamentos que se formavam, lembrou-se de inventar uma forma de avisar as pessoas que vamos atrasar-nos por causa do trânsito. Agora, Jorge complementa o desenvolvimento de aplicações com a atenção que dá ao seu próprio blogue, JIzqApps, e colabora também noutro, iPadSfera. Não se pode negar que é uma questão de vocação; Jorge até pediu como presente de aniversário a subscrição de uma conta de contribuidor da Apple, que os pais ofereceram com muito gosto, vendo o potencial do rapaz.

Se figuras como Steve Jobs e Steve Wozniak, fundadores da Apple, ou Mark Zuckerberg, criador do Facebook, foram capazes de desenvolver negócios tecnológicos de enorme êxito com cerca de 20 anos, o que conseguirão alcançar no futuro crianças de 12 anos que começam já a produzir e a concretizar ideias como as de Thomas e de Jorge?

 

Miguel Ángel Corcobado
Research Staff PRISA Digital

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
O futuro está hiperconectado

Navegando pelo site da Cadena SER encontramos este vídeo, ao observá-lo parece que estamos assistindo um filme de ficção científica...

Cerrar