Pilar Velasco, da Cadena SER, é a primeira mulher espanhola no programa Yale World Fellows

PilarVelasco_850

Um comandante do exército da Coreia do Sul, um político do partido da oposição russo e um historiador iraquiano que testemunhou as atrocidades do Estado Islâmico em Mosul encontram-se entre os 16 homens e mulheres que foram selecionados como World Fellows 2018. Estes são alguns dos colegas de outra escolhida, Pilar Velasco, jornalista da Cadena SER (PRISA Rádio), muito conhecida pelas suas reportagens de investigação sobre corrupção política de perfil elevado e pelos seus livros relacionados com a transformação social dos últimos anos.

Velasco torna-se assim uma das 16 pessoas escolhidas no âmbito do programa de liderança global Maurice R. Greenberg, na Universidade de Yale, um dos centros mais prestigiados dos Estados Unidos da América, juntando-se assim a uma rede de 327 profissionais que representam 90 países. Torna-se também a primeira mulher espanhola a ser selecionada.

O programa Yale World Fellows é a iniciativa de liderança global da Universidade de Yale. Todos os anos, a universidade convida, durante um período intensivo de quatro meses, um grupo de profissionais destacados de diversos ramos do mundo dos meios de comunicação social, da política, da economia, da área empresarial ou da defesa dos direitos humanos, etc., com a missão de desenvolver uma rede internacional de agentes que possam contribuir, com base nas suas próprias experiências e áreas, para a compreensão dos desafios globais.

A diretora do programa Yale World Fellows, Emma Sky, anunciou os 16 selecionados de diferentes áreas e países e sublinhou “o talento, a coragem e a excelência destes profissionais. Todos eles são exemplos notáveis para os alunos de Yale.”

O presidente de Yale, Peter Salovey, comemorou as novas aquisições, de entre as quais destaca a jornalista da Cadena SER, Pilar Velasco. “É com prazer que dou as boas-vindas à décima sétima turma do programa World Fellows ao nosso campus. Estes líderes notáveis e inovadores oferecem uma vasta experiência e ideias à nossa universidade. Durante a sua estadia, contribuirão para a nossa excelência académica através do ensino e da investigação, e melhorarão a nossa comunidade ao participar no serviço público. Uma vez terminado o programa, continuarão ligados à faculdade, aos quadros e aos alunos. Serão embaixadores de Yale e partilharão a nossa missão de melhorar o mundo de hoje e das gerações futuras.”

A missão do programa World Fellows do Instituto Jackson para Assuntos Globais de Yale passa por cultivar e potenciar uma rede de líderes dedicados a nível mundial através das suas diferentes profissões.

PilarVelasco_02

Pilar Velasco começou a trabalhar na Cadena SER no ano de 2005 e faz parte da secção de Justiça dos Serviços Informativos. É uma jornalista especializada em jornalismo de investigação e de dados, que expôs as más práticas políticas e económicas em Espanha e descobriu vários casos de corrupção internacional de altos perfis políticos. Os seus artigos concentraram-se em revelar as atividades ilícitas e pouco éticas dos poderosos contra os interesses públicos.

Além disso, Pilar é autora de dois livros, um sobre a transformação social em Espanha, Jóvenes, Aunque Sobradamente Cabreados (Ediciones B, 2005), e outro sobre a ascensão do movimento de cidadãos indignados, No Nos Representan (Planeta, 2011), ambos traduzidos para várias línguas. Também publicou dois ensaios na Alemanha sobre os desafios da democracia na Europa, no contexto da crise económica, e sobre como estão a surgir novos modelos de participação dos cidadãos.

É membro do Grupo Estratégico “A Soul of Europe”, uma iniciativa da União Europeia que visa fortalecer e ligar as comunidades através de diferentes marcos de discussão. Colabora com várias plataformas de meios digitais, estações de rádio e canais de televisão em Espanha e na América Latina. Pilar dá aulas de Jornalismo de Investigação em Madrid e participa em conferências na Europa e na América Latina. É também fundadora e membro da Junta da Associação Espanhola de Jornalistas de Investigação, que tem o objetivo de promover o jornalismo de investigação transfronteiriço e reforçar a liberdade de expressão.

Os colegas da PRISA celebram o facto de uma instituição tão prestigiada ter escolhido uma das profissionais do grupo de entre mais de 2500 candidatos de todo o mundo.

Se quer saber mais sobre este programa, pode informar-se clicando aqui.

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
(Español) El buen maestro

Desculpe-nos, mas este texto esta apenas disponível em Español.

Cerrar