“Queremos ser um espaço de referência no contexto dos negócios digitais”

Retina_850

Por estes dias, concretamente nos dias 10 e 11 de maio, teremos a possibilidade de assistir a um encontro imprescindível para os profissionais incumbidos de liderar a transformação digital das suas organizações. Trata-se de El PAÍS RETINA, o fórum em que empreendedores, quadros diretivos de empresas, investidores e responsáveis públicos partilharão experiências e oportunidades de negócio ligadas às novas tecnologias e ao novo contexto digital. Para saber mais sobre este importante evento encabeçado pelo jornal EL PAÍS e que faz parte das celebrações do seu 40º aniversário, conversámos com Jaime García Cantero, diretor de conteúdos de El PAÍS RETINA.

P.- Estamos a poucos dias do início de EL PAÍS RETINA, um evento centrado na transformação digital. Qual é o objetivo deste evento?

Retina_02Criar um espaço de referência para a comunidade ibero-americana no contexto dos negócios digitais. EL PAÍS RETINA será o fórum imprescindível para todos os empreendedores, quadros diretivos de empresas, investidores e responsáveis públicos ligados às novas tecnologias e à inovação, um encontro imperdível para todos os profissionais incumbidos de liderar a transformação digital das suas organizações.

P.- Este fórum foi precedido por outros eventos, como a sua apresentação em dezembro de 2015 e o encontro sobre cibersegurança em março. Que balanço pode fazer destes eventos anteriores?

O balanço foi muito positivo. EL PAÍS RETINA tem vindo a abordar diversos temas fulcrais no processo de transformação digital, como é o caso do Big Data, da cibersegurança ou das tendências digitais. A comunidade já está em ação e continuaremos a analisar aspetos que consideramos fundamentais neste novo contexto digital.

P.- Com que personalidades contará EL PAÍS RETINA e que contributo podem dar para o evento? Haverá alguma surpresa de última hora?

EL PAÍS RETINA conta com mais de 45 intervenientes, de mais de 14 nacionalidades distintas, todos eles referências globais em transformação digital e no seu impacto nas organizações. Apenas para mencionar alguns, teremos Matt Brittin presidente do Google EMEA; Mark Little, fundador da Storyfull e vice-presidente do Twitter, Renaud Visage, fundador da Eventbrite; Saskia Sassen, socióloga galardoada com o Prémio Príncipe das Astúrias; Richard Stallman, padre do software livre e ativista, Eythor Bender, fundador da UNYQ e professor da Singularity University ou Adeyemi Ajao, vice-presidente da Workday e fundador da Tuenti, Cabify e Identify.

P.- EL PAÍS RETINA dirige-se sobretudo a quadros diretivos de empresas, mas haverá espaço para os empreendedores?

Claro que sim, os empreendedores são um elemento fundamental do ecossistema digital e estarão presentes em EL PAÍS RETINA. O IE selecionou as 15 start-ups mais inovadoras da Ibero-América que estarão representadas em EL PAÍS RETINA e que terão um encontro com investidores. Também haverá sessões dedicadas ao intraempreendedorismo ou encontros com empreendedores de sucesso como Lucas Carné, fundador da Privalia e que, há poucas semanas, vendeu a mesma à Vente Privé por 500 milhões de euros.

Retina_03

P.- Como especialista em identificar tendências em tecnologia e novos meios, a seu ver, qual será a próxima a ter impacto sobre as nossas vidas?

Creio que, a curto prazo, já estamos a assistir ao impacto do Big Data e da Internet das Coisas, que permite a hibridização absoluta do digital e do físico. Atualmente, o digital é uma pele que cobre o mundo físico e isso abre possibilidades infinitas. A médio prazo, creio que a tendência com mais impacto será a inteligência artificial, com importantes consequências económicas e sociais.

P.- Para os leigos, o que se entende por disrupção digital e em que medida nos afeta?

A disrupção digital é inegável. Encontramo-nos perante uma nova realidade que põe em causa a própria essência dos nossos sistemas económicos, sociais e políticos. A chegada de novos competidores com modelos de negócio completamente diferentes, a crescente importância da gratuidade e da colaboração massiva e, sobretudo, o poder que temos hoje enquanto clientes, espetadores ou cidadãos estão a transformar de forma radical o mundo em que vivemos e obrigam as organizações a transformarem-se de forma urgente para conseguirem dar respostas estratégicas, organizativas e tecnológicas aos grandes desafios do novo contexto.

Retina_05

P.- Acha que o El PAÍS está no bom caminho da transformação digital?

Creio que o El País está a dar os passos adequados para continuar a ser o meio de comunicação social de referência em castelhano a nível global. O El País é pioneiro no jornalismo imersivo e nos novos formatos e está na vanguarda tecnológica dos meios mundiais.


Para acompanhar o evento nas redes sociais pode utilizar:  #RETINA2016

Mais informações sobre o evento em: elpaisretina.com

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
UserExperience_850
Creatividad e empatía e a experiência do utilizador

Olá, mãe. Aceitaram-me no novo trabalho! Que bom! O que tens de fazer? Experiência do utilizador ou algo do género....

Cerrar