Tirar partido do celular

Capturing New York City

Há muito tempo que a fotografia é uma parte fundamental da comunicação, mas o que agora se passa é surpreendente. Mais do que captar imagens para mais tarde recordar, seja no âmbito pessoal ou profissional, uma foto serve agora, por exemplo, para recordar em que lugar de estacionamento deixamos o carro num grande shopping, para “apontar” um número de telefone ou para mostrar a uma amiga se uma roupa nos fica bem ainda no provador. E tudo isso graças ao celular.

Personas haciendo fotos con smartphones

O celular transformou cada cidadão num possível fotógrafo de atualidade. Mas, para a retratar, é preciso saber vê-la, ou seja, saber para onde olhar. Isto é o que ensina o vencedor do Prêmio Nacional de Jornalismo, Raúl Cancio, no primeiro workshop de fotojornalismo com celular que a Escola do EL PAÍS organizará no próximo sábado. Cancio, durante muitos anos redator-chefe de fotografia do jornal, dirigiu já numerosos workshops de fotojornalismo com câmera tradicional que obtiveram uma excelente classificação por parte dos mais de 150 alunos que assistiram aos mesmos, mais de nove pontos em 10. Com a mesma dedicação que os seus alunos elogiaram, revela agora os segredos para conseguir nas ruas a melhor foto com um celular, um aparelho que, mais do que os nossos ouvidos e a nossa voz, é já a nossa agenda, o nosso correio, os nossos olhos e o nosso lazer. Na verdade, metade da nossa vida.


BelenCebrian

-

Belén Cebrián
Directora de la Escuela de Periodismo UAM-EL PAÍS

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
CreativeTools
As ‘peças sobressalentes impossíveis’ da impressão em 3D

Basicamente, a impressão em 3D já está sendo aplicada à reprodução de escaneados em três dimensões e à materialização de...

Cerrar