Spotify ou a emoção dos dados

Spotify_newsletter_850

Se há algo que tenhamos aprendido com o BuzzFeed, o Netflix, a Vox e todas essas companhias em voga que queremos imitar é que o utilizador vem em primeiro lugar. Sim, o lema atualmente é “customer first!” (que se pode traduzir grosseiramente como o cliente é que manda). Uma religião que surgiu graças à evolução dos dados e à análise pormenorizada que se faz das nossas atividades na Internet. Este novo esforço comum permite uma personalização verdadeiramente emocionante a nível dos conteúdos de que usufruímos na rede.

 Os Dados

A convivência no lar do Google não é fácil, mas a mudança constante transforma-nos em Wikipédias ambulantes. A mudança e a transformação são permanentes, e as metas são claras: somos sociais, alimentamo-nos à base de dados, criamos tendências e precisamos de tudo aqui e agora, e se puder ser com vídeo, tanto melhor. Em todo este processo que aparenta ser frívolo, há uma base fundamental: a emoção. É curioso ver como a era da informação avança sobre a tecnologia mais avançada, mas se apoia no elemento mais primordial de todos: a emoção humana.

A emoção

Toda esta reflexão sobre os ecrãs – mais móveis do que nunca – surge da newsletter do Spotify. Apesar do que muitos possam pensar, há companhias capazes de gerar sentimentos através de uma mensagem na sua caixa de entrada. A companhia sueca de música em streaming enviou a seguinte mensagem aos seus utilizadores:

Spotify_Newsletter_01

Tanto faz se nos registámos no Spotify de forma gratuita ou se somos utilizadores premium, a verdade é que somos melómanos. Mas não somos um melómano qualquer, fazemos parte de uma nova forma de consumir música, mais personalizada e aberta a novas descobertas. Partindo dessa premissa, basta fazer uma ação nestes moldes para cativar ainda mais os nossos seguidores.

O objetivo era fazer com que os utilizadores se sentissem únicos, porque através dos dados que nós próprios geramos nas nossas playlists, eles conseguem indicar-nos que bandas musicais descobrimos antes de se tornarem famosas. Simplesmente magnífico.

Spotify_Newsletter_02

Los encontré primero (descobri-os primeiro) é uma ideia que só pode ser concretizada graças aos dados, mas que se transforma com um sentido social facilmente viral. Joga com o utilizador, fá-lo sentir-se importante e permite-lhe utilizar toda esta informação em qualquer conversa. A mensagem é clara: “Descobriste artistas antes que triunfassem.”.

Todo este trabalho aparentemente simples exige rentabilizar todos e cada um dos passos que as pessoas dão quando navegam por um site em concreto. Há muitas formas de rentabilizar a fidelidade e compensar a sua confiança e, hoje em dia, os dados permitem-nos exprimir essa capacidade.

Spotify_Newsletter_03

Saber quando foi a primeira vez que ouvimos uma banda, transformar esse dado e convertê-lo num facto importante da nossa vida e da nossa experiência com o Spotify segue na perfeição o novo grito de guerra online¡Customer First


Katy Lema
SEO Editorial, EL PAÍS

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Companion_850
Acompanhante virtual para o regresso a casa

Para quem tem filhos, esta ideia vai parecer perfeita e talvez até poupe uns minutos de desespero. Falamos de Companion,...

Cerrar