Tudo cabe num mapa

Visto 3.235 veces

Neste vídeo, Sergio Álvarez Leiva, fundador da CartoDB, é inequívoco na afirmação em como, dentro de dois ou três anos, as pessoas que não souberem interpretar os dados estarão perdidas. Tal como hoje há uma diferença entre as pessoas que falam inglês e as que não falam, também começa a haver entre as que têm noções de programação e as que não têm. Mais uma vez, as mudanças contínuas produzem novas necessidades.

Devido ao uso massivo de dispositivos móveis, a geolocalização e os dados que se produzem a partir dela estão a produzir miríades de informação, conhecida como big data, e que, graças à tecnologia, pode ser tornada mais visível e mais próxima e legível para todos. Isto de saber interpretar dados não é tão complicado como parece, nem assim tão recente, pois é algo que se faz há séculos; a novidade é que, até agora, não era possível fazê-lo em tempo recorde. Se antes da era digital, para recolher dados, classificá-los, analisá-los e apresentar os resultados se demorava meses ou anos, atualmente, é uma questão de minutos ou até mesmo segundos o que pode ser feito com um programa de análise de dados.

Com programas de análise e visualização de big data como o CartoDB, é possível tornar o invisível visível, uma vez que os mapas são ferramentas muito poderosas para explicar uma coisa, pois ajudam a compreender conceitos complicados de explicar apenas com imagens, como a migração das aves ou os conflitos bélicos.

Além disso, o big data é um sistema preditivo que pode mesmo analisar o que vai acontecer, desde futuras desflorestações numa determinada zona ou os efeitos do corte de uma linha de metro até ao resultado de umas eleições.

Esta start-up nasceu em 2012 e conta já com meio milhão de mapas criados na sua plataforma, alguns como o projeto Planet Hunters, onde além de a tecnologia ser primordial, são também as pessoas que contribuem com os dados importantes.

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
QuijoteVirtual_850
Cervantes interativo

Por ocasião do 400º aniversário da morte do escritor espanhol mais representativo do século de ouro, Miguel de Cervantes Saavedra,...

Cerrar