A WWF pede ao mundo que apague a luz pela natureza e que se junte aos desafios da Hora do Planeta

HoraPlaneta_2019_850_02

“Precisamos de um novo acordo entre a natureza e as pessoas.” Assim expressa Marco Lambertini, diretor-geral da WWF Internacional, a necessidade de realizar ações imediatas que preservem o nosso meio ambiente e nos façam cuidar melhor do planeta. O prazo para a ação é curto, mas pelo menos há uma janela de intervenção que nos dá uma oportunidade relativamente a 2020, o ano em que o mundo avaliará o seu progresso no âmbito do desenvolvimento sustentável, com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o Acordo de Paris e a Convenção sobre Diversidade Biológica. É então o momento de mostrar realmente qual é o caminho que queremos para as pessoas e o planeta.

A poucos dias do arranque do maior movimento mundial em defesa do meio ambiente, a WWF quer lançar uma mensagem de esperança e ação em prol da natureza. No sábado, dia 30 de março, milhões de pessoas voltarão a unir-se em torno da Hora do Planeta para demonstrar o seu compromisso com a conservação da natureza, que se encontra sujeita a um processo de declínio sem precedentes. A perda de biodiversidade e as alterações climáticas são os problemas ambientais mais graves que enfrentamos e, este ano, a Hora do Planeta quer inspirar o mundo a agir e a ajudar a conservar a natureza.

A natureza proporciona-nos tudo o que precisamos para viver, desde o ar que respiramos até à água que bebemos, do abrigo que precisamos à economia de que dependemos. Porém, estamos a destruir a natureza a um ritmo vertiginoso: de acordo com o relatório Planeta Vivo de 2018, publicado pela WWF, em pouco mais de 40 anos, perdemos 60% de todas as populações de vertebrados do mundo. Depois de muitos anos de trabalho em todo o mundo, a transição ecológica está em marcha: governos, cidades, empresas e cidadãos começam a mobilizar-se com milhares de iniciativas em prol do clima e da natureza.

HoraPlaneta_2019_04

A PRISA participa com a WWF no maior movimento mundial de defesa do meio ambiente 

Gerar consciencialização sobre a importância da proteção do meio ambiente é cada vez mais necessário. Por isso, e pelo décimo primeiro ano consecutivo, a PRISA une-se como media partner à Hora do Planeta, a campanha mundial da WWF contra as alterações climáticas. Com esta iniciativa, o Grupo alinha-se também com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pelas Nações Unidas como meta a alcançar antes de 2030. Com esta ação concreta, a PRISA apoia os seguintes objetivos: o ODS17, ao estabelecer alianças para atingir os objetivos, neste caso, com a WWF; o ODS13, que implica apoiar ações relacionadas com o clima; e os ODS14 e ODS15, que apoiam a conservação sustentável dos oceanos e a adoção de medidas urgentes e significativas para reduzir a degradação dos habitats naturais e proteger a biodiversidade e as espécies ameaçadas, respetivamente.

Desta vez, a data será sábado, dia 30 de março, das 20:30 às 21:30. Durante esses 60 minutos, todos os que se queiram juntar à causa devem apagar a luz, um gesto simbólico ao qual todos os anos se unem cidadãos de todo o mundo, assim como diversas companhias e instituições públicas.

Apague a luz e faça algo mais 

A campanha mundial, que arrancou historicamente em Sidney, em 2007, regressa em 2019 com mais urgência do que nunca para incitar à ação em prol da natureza. Este ano, no qual se espera a participação de mais de 180 países, a WWF propões três desafios concretos que ajudarão a evitar o declínio acelerado da natureza. Cidadãos, empresas e poder local podem demonstrar o seu compromisso realizando neste dia um dos desafios colocados pela Hora do Planeta. A WWF promoverá estes desafios para que quem quiser possa participar, lançando a mensagem clara de que o que se pode fazer num dia pode ser adotado para a vida.

  1. Um dia com zero emissões.Pede-se que não se consuma combustíveis fósseis ou que se reduza ao máximo as emissões neste dia, utilizando transportes públicos, bicicleta e veículos elétricos ou andando a pé e usando de forma eficiente o aquecimento e a eletricidade. Como sabe, as alterações climáticas são provocadas pela queima de combustíveis fósseis (petróleo, gás natural e carvão) para transporte, eletricidade, aquecimento das casas… Os seus impactos são já visíveis e muito preocupantes: inundações mais frequentes, secas prolongadas e incêndios devastadores, a subida do nível do mar, o desaparecimento de espécies e o surgimento de novas doenças… Desloca-se para ir para o trabalho, para visitar a família, para passar o dia com a sua cara metade. Um dia sem emissões a nível das deslocações é saudável para si e para o planeta, uma vez que estará a evitar a emissão de CO2 para a atmosfera.
  2. Um dia sem produtos de plástico de utilização única. O desafio é não consumir nenhum artigo de plástico de utilização única durante este dia. Todos os anos, despeja-se na natureza 100 milhões de toneladas de resíduos de plástico e quase uma décima parte vai parar ao mar. Ao ritmo atual de produção e consumo, estima-se que, em 2030, haverá um aumento de 40%. E, em 2050, haverá mais plástico do que peixe no mar. O plástico sufoca o planeta. Milhões de peixes, répteis, aves e mamíferos marinhos morrem afogados, presos em armadilhas de plástico no mar ou por ingestão de fragmentos de plástico. Muitos destes plásticos acabam nos nossos estômagos. Eliminar os plásticos de utilização única é bom para si e para o planeta.
  3. Um dia sem carne. Pede-se que, neste dia, não se consuma carne e que se reduza progressivamente o consumo de carne, aumentando do de frutas e legumes frescos de produção local. Certamente não sabia que o consumo de carne é prejudicial ao meio ambiente. Para produzir 1 kg de carne, são precisos 15.500 litros de água! Na produção de 1 kg de carne de porco, são emitidos 4,8 kg de CO2, ao passo que a produção de 1 kg de batatas representa 0.137 kg de CO2. 34% da superfície terrestre é ocupada pela agricultura e criação de gado, sendo que, dessa superfície, 90% é utilizada para a produção de carne. Em média, na Europa, ingere-se 1000 calorias diárias a mais do que na dieta recomendada e, por conseguinte, 50% dos europeus sofre de excesso de peso devido a uma dieta desequilibrada rica em gorduras de origem animal. Consumir menos carne é bom para si e para o planeta.

Resultado de imagen de hora del planeta 2018 wwf velas madrid

Procure as iniciativas mais próximas de si. A WWF prepara eventos em muitos pontos do mundo e pode consultá-los neste link: https://es-es.earthhour.org/event-map. Em 2018, éramos já 188 países a participar na festa do planeta e, este ano, seremos muitos mais.

Participe com a sua família e amigos no momento mais especial do ano para a WWF!

Deixe uma resposta

MENU
Leer entrada anterior
Ciberprocrastinacion_850
(Español) Internet está robando tiempo a tu hijo ¡Recupéralo!

Desculpe-nos, mas este texto esta apenas disponível em Español.

Cerrar