Como vai mudar o mundo nos próximos cinco anos

Logo digital world
Visto 3.532 veces

Uma vez mais, a IBM aproveitou estas datas para lançar o seu prognóstico sobre as cinco inovações que vão mudar o mundo nos próximos cinco anos. Nestas ocasiões, as previsões “5 em 5″ baseiam-se em avanços como cloud computing (informática na nuvem), o big data (análise de grandes volumes de informação) e as tecnologias de aprendizagem, assim como o cumprimento de uma série de normas de privacidade e segurança que afetam os consumidores, os cidadãos, os estudantes e os pacientes médicos.

1. As aulas vão aprender com os alunos

Dados como as qualificações dos exames, o auxílio na aula e os resultados nas plataformas de aprendizagem eletrônica vão ser estudados a fundo para servirem de apoio aos professores. Análises sofisticadas que vão empregar a tecnologia na nuvem vão ajudar os docentes a prever quem são os alunos que correm maiores riscos e quais os seus principais obstáculos, assim como a contribuir com soluções para estes desafios segundo um modelo de aprendizagem individualizado.

2. As lojas físicas vão competir com o ambiente online

Daqui a cinco anos, comprar nas lojas de bairro voltará a estar na moda. Os comerciantes mais inteligentes vão utilizar a proximidade com os clientes para criar experiências que não podem ser imitadas pelos estabelecimentos que só vendem online. Assim, estes vão beneficiar das novas experiências digitais que seus clientes vão experimentar na loja física, uma possibilidade que até agora só se podia produzir na Internet.

3. Os médicos vão usar regularmente o ADN dos seus pacientes para melhorar a sua saúde

Os grandes volumes de dados e os sistemas cognitivos na nuvem, juntamente com os avanços na investigação e nas provas genômicas, podem ajudar os médicos a diagnosticar com precisão o câncer e a criar planos de tratamento personalizados para milhões de pacientes em todo o mundo. As máquinas inteligentes vão analisar extensos arquivos médicos e de publicações, vão decorá-los e rapidamente vão proporcionar uma resposta específica para os oncologistas sobre as opções de tratamento.

4. Um “guardião digital” nos vai proteger na Internet

Todos podemos estar protegidos com o nosso próprio “guardião digital”, que se centrará nas pessoas que tem a seu cargo e irá oferecer um novo nível de proteção de roubo de identidade das pessoas. A segurança irá recolher os dados históricos relativos ao contexto e à situação dos usuários para assim verificar a identidade de uma determinada pessoa em diferentes dispositivos. Desse modo, ao decorar os usuários, um “guardião digital” pode estabelecer as diferenças entre o que é uma atividade normal ou razoável e o que não é.

5. As cidades nos ajudarão a viver nelas

As cidades inteligentes e seus administradores terão a capacidade de entender e digerir a nova informação que os cidadãos entregam de livre vontade. Desta forma, saberão de que recursos precisam, e quando e onde se devem aplicar, para desta forma otimizar e personalizar as políticas segundo as necessidades reais da cidadania.

Comments are closed.

MENU
Read previous post:
idiots
No seja iDiot

Quem domina quem? A tecnologia a você ou você a ela? Agora que o mundo digital ocupa quase todos os...

Close