Entra em cena o Nexus 4, o novo telefone da Google

No passado dia 13 de novembro, às nove da manhã (hora espanhola), viveu-se uma autêntica loucura na loja online do famoso motor de busca na Internet. Quem tentava aceder à PlayStore da Google para comprar um dos novos smartphones após meses de espera deparava-se com a página saturada devido à enorme avalancha de acessos. O stock de telefones esgotou-se em 20 minutos no nosso país, nos EUA em 10 minutos, no Reino Unidos em 15, e foi assim em todos os locais em que a Google colocou o dispositivo à venda.

Mas… o que é o Nexus 4? Nem mais nem menos do que um telefone inteligente que rompeu por completo o mercado tecnológico. Um telefone com todas as características de última geração a um preço de 299 €, metade ou até menos do preço de lançamento dos smartphones da mesma gama.

As características gerais são as seguintes:

  • Fabricado pela LG
  • A tela é de 4,7 polegadas com tecnologia TrueHD IPS Plus e uma resolução de 1280 x 760 oíxeis, o que dá uma densidade de 320 pontos por polegada. Para além disso, tem uma capa de proteção Gorilla Glass II.
  • O sistema operativo é o Android na sua nova versão 4.2
  • O processador é um Snapdragon S4, de quatro núcleos a 1.5 GHz
  • A memória RAM é de 2 GB
  • A câmara traseira é de 8 megapíxeis e a dianteira de 1,3
  • Tecnologia NFC
  • Bluetooth 4.0
  • Wifi 802.11b/g/n
  • Bateria de 2100 miliamperes
  • GPS e GLONASS (o sistema de satélites russo)
  • Diversos sensores como acelerômetro, bússola, barômetro, giroscópio, etc…
  • Portas Micro USB e slimHDMI.
  • Versões de 8 GB (299 €) e 16 GB (349 €) de capacidade interna.

Como podemos comprovar, estamos perante um terminal de gama alta, com hardware e software de gama alta, mas com um preço de gama média.

Se compararmos o preço de lançamento com o atual líder do mercado Android, o Samsung Galaxy S3, vemos que o modelo da Samsung saiu a um preço de aproximadamente 600 €.

E se o formos comparar com o preço do iPhone 5 a diferença é maior ainda, já que o novo telefone da empresa da maçã tem um preço de 669 €.

Quer dizer que o novo Nexus 4 é inferior aos outros?

NÃO. Baseando-nos nas características, até que se seja fisicamente testado pela crítica,  o novo telefone da Google é superior. Está demonstrado que a margem de lucro das grandes empresas é enorme tendo em conta o custo real e o preço final de venda ao público.

A Google reduziu essa margem de lucro, ganha bastante menos por cada terminal vendido, mas assegura uma distribuição sem precedentes e rompe o mercado, o que deveria obrigar as restantes empresas a ajustar também os seus preço para não perderem quota de mercado.

Será que o consumidor sairá beneficiado, ou que os preços se manterão? O tempo o dirá.

Enrique Domínguez Velasco
Jefe Técnico de Cadena SER Huelva

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MENU
Leer entrada anterior
Surface vs. iPad

Está claro que há uma espécie de “guerra” declarada entre as empresas tecnológicas. Apple, Google e Microsoft, entre outras, mantêm...

Cerrar