As previsões da IDC para a agenda do CIO

IT, Information Technology

A transformação digital está a revolucionar todos os mercados, impulsionando novos canais, processos e modelos de negócio. As organizações são confrontadas com a necessidade de se adaptarem a este novo contexto altamente mutável para continuarem a ser competitivas, um processo em que o CIO terá um papel fundamental. Com o objetivo de ajudar os responsáveis de TI nas suas tomadas de decisão, a IDC elaborou uma série de previsões e de orientações estratégicas para os CIO: Worldwide CIO Agenda 2016 Top 10 Predictions.

De acordo com as estimativas da empresas de analistas IDC, no final de 2017, dois terços dos CEO das empresas pertencentes ao G2000 colocarão a transformação digital no centro da sua estratégia corporativa. Esta situação terá repercussões diretas no CIO, que assumirá um papel mais estratégico e proativo: a sua prioridade deixará de ser configurar e dar apoio para ser tornar possível a inovação dentro da organização, proporcionando soluções tecnológicas que ofereçam uma mais-valia às necessidades do negócio.

Em 2018, 35% dos recursos de TI estarão destinados à criação de novas fontes de receitas através de modelos de negócio baseados em produtos e em serviços digitais. Para que isto seja possível, será necessário implementar uma arquitetura sólida que permita a agilidade e a flexibilidade que os negócios exigem cada vez mais. Isto vai repercutir-se na captação de novos talentos com novas competências e capacidades, assim como no desenvolvimento de estratégias para os reter.

I

Da mesma maneira, os dados tornam-se um dos principais ativos das empresas. A implementação de soluções de análise e de Big Data, que permitem tomar decisões em tempo real com base em dados e melhorar a personalização e a experiência do cliente, representará uma importante mais-valia competitiva para as organizações. Para que estas soluções funcionem adequadamente, é necessário que os dados sejam únicos, de qualidade e que estejam disponíveis de forma imediata para todas as unidades de negócio. Para o ano de 2017, a IDC estima que 80% dos CIO a nível global deem início a uma transformação da sua estratégia de dados, proporcionando um quadro de governação maior.

A segurança também continuará a ser uma das principais prioridades dos responsáveis de TI. No entanto, produzir-se-á uma mudança a nível de mentalidade. Ao passo que a atitude tradicional consistia em criar um perímetro de segurança que impedisse o acesso, em 2016, 70% das organizações de TI concentrar-se-ão no aumento do controlo e da visibilidade que têm da infraestrutura e das soluções tecnológicas, de modo a conseguirem detetar as ameaças e prevenir os possíveis danos mesmo antes de estes se produzirem. As novas tecnologias têm uma grande importância nesta atividade de prevenção: as já mencionadas soluções de análise baseadas no Big Data, assim como os modelos cloud, que permitem implementar as ferramentas de uma forma personalizada, de acordo com as necessidades da organização.

Em suma, a transformação digital não está apenas a funcionar como motor de inovação da tecnologia, mas também como motor de inovação para os negócios e, portanto, é necessário que se estenda à organização na sua totalidade. A IDC estima que, em 2018, 70% das iniciativas de transformação digital levadas a cabo não serão bem-sucedidas, devido à falta de colaboração e de integração. Os CIO têm de, alinhando a sua estratégia com a estratégia do negócio, impulsionar e controlar as mudanças necessárias de uma maneira coesa em toda a organização. Desta forma, a organização poderá levar a cabo uma transição efetiva para o mundo digital e poderá aproveitar as oportunidades de negócio que estão a surgir neste novo modelo económico.


Laura Castillo

Research Analyst, IDC Spain

Comments are closed.

MENU
Read previous post:
Wunderland_GoogleMaps
O Street View mais pequeno do mundo

Era uma vez um país tão pequeno, tão pequeno que até o pessoal do Google teve de fabricar um carro...

Close