Treino para repórteres de guerra

Quando iniciamos este jogo, parece que estamos jogando mais um videogame de guerra, tipo Call of Duty ou Battlefield, mas em vez de sermos um soldado, neste caso, nos colocamos no lugar de um simples repórter cujas únicas armas são uma câmera e um conjunto de primeiros socorros.

A utilidade de Stringer é treinar os jornalistas que cobrem conflitos bélicos para que conheçam certas normas básicas para melhor assegurarem a sua sobrevivência. Para uma maior imersão no jogo, ele foi desenvolvido em 3D para o Oculus Rift e o seu criador, Ben Sainsbury, é um soldado veterano que depois trabalhou como repórter de guerra.

Sainsbury tenta evitar, com este jogo, que um jornalista fique exposto por falta de treino na hora de entrar em territórios hostis. O que é de lamentar é que o seu desenvolvimento esteja interrompido por falta de financiamento. Esperamos que consiga rapidamente apoio econômico para continuar desenvolvendo uma ferramenta tão útil como esta, em que a gamificação também serve para salvar vidas.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MENU
Leer entrada anterior
SmartLife: inovação e colaboração no Cinco Días

Já viram o filme da Lego? Eu passei um bom bocado este fim de semana com os meus filhos e...

Cerrar